Por categoria:

  • Produtividade
  • Recursos Humanos
  • Transformação Digital

RH estratégico: o que é, quais as vantagens e como implementar?

Letícia Beilfuss
  • 1 de junho de 2022
  • 14 min de leitura
infopeople

A área de Recursos Humanos, antes vista como apenas operacional, tem tomado uma importância cada vez maior dentro das empresas. Por meio de suas ações, existe a possibilidade de os profissionais proporcionarem um crescimento significativo para o negócio, buscando por colaboradores que agregam ao seu respectivo setor e soluções que permitem o desenvolvimento sustentável da organização. Nesse contexto, o RH estratégico funcionará como um importante aliado.

Pensando nisso, elaboramos este conteúdo para que você entenda um pouco mais sobre o que é o RH estratégico, quais são as suas vantagens, além de conferir dicas de como implementá-lo. Continue a leitura e saiba mais!

  • O que é RH estratégico?
  • Quais as vantagens do RH estratégico?
  • Quais são os riscos do RH estratégico?
  • Quais as 4 funções do RH estratégico?
  • Qual a diferença entre RH operacional e RH estratégico?
  • Como implantar um RH estratégico?
  • Exemplos de RH estratégico
  • Como fazer um planejamento estratégico de RH
  • RH estratégico com unico | people

O que é o RH estratégico?

Ao mencionarmos sobre RH estratégico, muitas pessoas têm a visão errada de que se trata de estratégias que deixam as ações de departamento pessoal em segundo plano, ou que não se preocupam com as funções rotineiras do setor (documentação, por exemplo) —  pontos que são fundamentais para o dia a dia da empresa.

O RH estratégico, como o próprio nome já diz, é aquele que enxerga seus profissionais de forma estratégica. Nesse sentido, vai utilizar dados precisos para que cada colaborador possa exercer as suas funções desenvolvendo as habilidades, além de contar com uma análise de dados precisa que permitirá uma tomada de decisão mais efetiva.

Dessa forma, ele vai trabalhar em conjunto com outros departamentos da empresa, sendo uma área fundamental para que o negócio possa alcançar os resultados pré-estabelecidos no planejamento estratégico.

Quais as vantagens do RH estratégico?

Agora que você já sabe o que é, chegou o momento de explicarmos sobre as principais vantagens do RH estratégico para a empresa. Confira!

Retenção de talentos

Processos admissionais, novas contratações e demissões são investimentos extremamente custosos para qualquer organização. Por isso, a retenção de bons profissionais visa manter aqueles colaboradores que se destacam em suas performances, que são fundamentais para resultados tangíveis (como lucro e retorno financeiro) e intangíveis (retenção de clientes, satisfação do público etc.).

Buscar estratégias que permitam uma maior retenção de profissionais e também o aprimoramento do engajamento dos colaboradores é um dos principais desafios das empresas. Nesse sentido, a cultura organizacional trabalha como uma importante aliada, justamente por permitir contratar pessoas que se encaixem nos perfis das vagas e possam assimilar os valores da organização desde o processo seletivo.

Por isso, a retenção de colaboradores consiste em uma série de atividades realizadas pela gestão de talentos visando manter bons colaboradores na empresa, fidelizando-os à cultura da marca, como o reconhecimento, benefícios, flexibilidade, onboarding, práticas de integração, bônus, plano de carreira, entre outras estratégias capazes de gerar engajamento e motivação. 

Todos esses pontos podem ser elaborados por um RH estratégico, que garantirá à empresa maior maturidade de mercado, trará mais autonomia para os colaboradores, vai fortalecer as gestões, além de trazer uma gestão mais consistente. Consequentemente, o aumento da produtividade será facilmente notado, o que contribui para melhorias contínuas nos processos internos, bem como a redução do turnover.

Desta forma, fica visível que a retenção de talentos vai muito além do que apenas um bom salário, não é mesmo? 

O alinhamento com o propósito organizacional, a qualidade de vida e um ambiente de trabalho agradável fazem toda a diferença para a redução das taxas de turnover da sua empresa.

Tomada de decisão assertiva

Um RH estratégico deve realizar uma série de análises com o objetivo de prevenir falhas operacionais e alcançar melhores resultados.

Desta forma, estabelecer a cultura de dados e a transformação digital dos processos de RH (como controle de ponto, pagamentos e outras rotinas) é fundamental para otimizar o desempenho da equipe e obter mais assertividade nas tomadas de decisão.

O RH estratégico busca por alternativas que possam otimizar esse trabalho e permitir com que os colaboradores tenham um foco maior na estratégia da empresa.

Entre as principais vantagens da transformação digital para a área de RH, destacamos:

  • Aumento da produtividade dos profissionais, justamente por terem mais possibilidade de focar em outras demandas do dia a dia da equipe;
  • Redução de custos, em especial por contribuir para contratações mais estratégicas;
  • Maior organização e também segurança para os documentos dos colaboradores;
  • Otimização da comunicação interna;
  • Melhorias nos processos de recrutamento e seleção;
  • Garantia de validade jurídica para os casos em que há documentos digitais.

Clima organizacional

O clima organizacional retrata os sentimentos e relacionamentos dos colaboradores dentro do ambiente de trabalho. Ou seja, é o seguimento da conexão existente entre a organização e os seus profissionais.

É função da área de Recursos Humanos contribuir para que todo o time de diferentes setores possa entender e aplicar a cultura no dia a dia de suas funções. Para isso, é preciso um documento que contenha as principais regras e valores da empresa, alinhar os objetivos junto aos colaboradores, além de oferecer treinamentos para que as lideranças se tornem exemplo para seus liderados.

Também existe a necessidade de fomentar ações de aproximação entre as equipes, além de trazer normas para o processo seletivo ser mais eficaz quanto às contratações.

Neste ponto, vemos novamente a importância de estabelecer uma boa comunicação, além de monitorar os indicadores de satisfação dos colaboradores junto com as lideranças e gestores, com atenção a cada fator capaz de influenciar a qualidade das relações de trabalho.

Uma organização que conta com uma Comunicação Interna alinhada, consequentemente, transmite mais credibilidade e transparência aos seus colaboradores, leva informações de forma rápida e precisa, além de trazer um maior pertencimento da equipe. Além disso, traz oportunidades de destaque profissional, contribui para o alinhamento e a motivação de todo o time, bem como minimiza efeitos de crises.

Em que sentido o RH estratégico permite todos esses ganhos? Ao aproximar-se de todos os departamentos do negócio, naturalmente as informações serão mais fluidas, as decisões tomadas serão transmitidas de forma adequada, além de o tom de voz adotado ser o ideal para a realidade de seus profissionais.

Inovação

A cultura de inovação dentro dos processos de RH estratégico envolve ações e ferramentas que facilitem o compartilhamento de ideias capazes de melhorar resultados, testes e, principalmente, uma transformação de consciência sobre o erro, que passa a ser considerado como aprendizagem validada.

Ao terem liberdade para compartilharem suas ideias, os colaboradores sentem ainda mais a participação ativa e o alinhamento com o propósito. 

Lembrando que, para que a inovação aconteça, assim como em qualquer estratégia, existe a necessidade de definir de forma clara e objetiva as metas a serem alcançadas. Afinal, esse será o parâmetro para uma avaliação contínua de como andam os resultados para que aperfeiçoamentos possam ser executados caso as expectativas não sejam alcançadas.

Para isso, é preciso que todos os setores entendam sobre as suas prioridades e quais delas melhor permitirão que a empresa se desenvolva de forma sustentável. Além disso, é preciso contar com um plano de ação que trace os principais objetivos para chegar até esse parâmetro, além de essa definição ser realista com o dia a dia de cada equipe.

E isso deve começar pelo RH. A definição no modelo SMART, por exemplo, contribui para que elas sejam específicas, mensuráveis, alcançáveis, além de serem relevantes. Também estabelece um prazo específico para o time alcançar o êxito, o que traz maior satisfação aos colaboradores e também a redução do absenteísmo.

Quais são os riscos do RH estratégico?

Implementar o RH estratégico não é um mar de rosas. Pelo contrário, é uma decisão que envolve uma série de planejamentos, ações, alinhamentos entre equipes e, principalmente, riscos.

Afinal, toda mudança pode trazer consigo uma dor, uma dificuldade de adaptação, especialmente quando envolve a transformação digital. Confira o checklist dos riscos que você pode sofrer quando implementar o RH estratégico e aprenda como evitá-los!

  • Segurança cibernética: já vamos dar início a um dos principais pontos de atenção que você deve ter ao realizar a estratégia e a digitalização dos seus processos de RH. Atualmente, a cibersegurança é um tema fundamental considerando a sofisticação cada vez maior dos crimes cibernéticos, que podem levar a vazamento de dados, interrupção dos negócios e danos extremos à marca.
  • Habilidades desalinhadas com o cargo: a rápida digitalização nos levou a fatores como processos de admissão online, nos quais alguns testes de habilidades são aplicados à distância. Porém, na prática, algumas lacunas de habilidades podem surgir, desencadeando em metas perdidas e desperdício de recursos.
  • Compliance: atenção aos requisitos regulatórios, especialmente no que condiz aos colaboradores remotos, pois qualquer desalinhamento pode acarretar em multas e duras penas.
  • Relacionamentos: por falar em colaboradores remotos, o home office trouxe esforços extras ao departamento de RH para garantir que cada profissional sinta-se incluído no time e alinhado com a cultura da empresa. Isso envolve desde reclamações, falta de objetivo em comum, turnover até uma má experiência do cliente.

Quais as 4 funções do RH estratégico?

A área de RH deve considerar cada profissional como parte estratégica da organização. Sendo assim, o RH estratégico tem como foco principal garantir a qualidade do trabalho e de suas relações, contribuindo para os planos de crescimento e rentabilidade do negócio.

Desta forma, entre suas principais missões e atribuições estão a otimização de processos, atualização no uso de tecnologia e análises de dados.

Listamos aqui as 4 funções do RH estratégico para você. Confira!

  1. Visão estratégica

O entendimento das necessidades e objetivos do negócio como um todo são fatores essenciais para um bom RH estratégico.

Essa visão geral entrega autonomia ao RH para tomar as melhores decisões e ter um impacto direto no alcance das metas da empresa.

  1. Análise de dados

Para obter os melhores resultados, as ações realizadas pelo RH devem ser baseadas em dados e análises aprofundadas das principais métricas da organização.

  1. Liderança

Os líderes de RH que perdem seu tempo com processos burocráticos e papeladas ficam para trás, correm maiores riscos de erros e deixam de lado atividades estratégicas para suas organizações.

Quando estes processos burocráticos são simplificados com sistemas automatizados, sua execução acontece de forma muito mais eficaz, contribuindo para a produtividade e melhoria nos resultados de todo o time. Além disso, há uma economia de tempo e recursos com a redução de erros operacionais e refações.

Em fluxos de admissão de colaboradores, por exemplo, 47% das empresas demoram, em média, mais de uma semana para fazer uma admissão sem o uso de soluções tecnológicas, segundo pesquisa da unico. Além disso, em alguns casos, o processo completo pode levar mais de um mês.

Com isso, a organização alcança uma maior capacidade estratégica, mais assertividade  e potencial para alcançar a liderança em seu mercado.

  1. Tecnologia

Vincular os processos de RH à tecnologia é um caminho que gera oportunidades de melhoria em todos os aspectos da organização.

De acordo com o relatório “Tendências Globais de Capital Humano 2021” da Deloitte, 56% das organizações já investem em adaptar os processos de RH às tendências de transformação digital.

Desta forma, o futuro do RH torna-se cada vez mais estratégico, com inúmeras vantagens.

Qual a diferença entre RH operacional e RH estratégico?

O RH operacional é o mais tradicional, conhecido por ser focado em tarefas operacionais e de curto prazo nas empresas, atuando em ações mais pontuais e menos planejadas. Dessa forma, sua estrutura conta com equipes mais reativas e menos táticas.

Por outro lado, o RH estratégico é o modelo que utiliza seus esforços em ações menos operacionais e mais analíticas, com foco nas metas e nos resultados da empresa.

Esse modelo de setor também se diferencia do RH tradicional por ser mais flexível em relação às mudanças e implementação de soluções que auxiliam na produtividade do time. O uso da tecnologia no RH auxilia na otimização de tempo e recursos para garantir o esforço nas atividades mais estratégicas.

Flexibilidade

Há pouco tempo, ninguém falava em contratar profissionais de outra cidade, home office ou trabalho remoto. Mas o atual cenário mundial e a crescente digitalização geraram novos formatos de trabalho, que tornaram mais flexíveis as estruturas organizacionais. 

Quando falamos sobre flexibilidade no trabalho, nos referimos não apenas a falta de exigência do fator presença, mas também sobre a jornada de trabalho e iniciativas capazes de trazer um diferencial para a organização e mais satisfação ao colaborador.

Planos personalizados

Já citamos que os colaboradores são a principal ferramenta para a estratégia de uma organização. Cada um, dentro de sua determinada função, é essencial para o atingimento das metas e  o sucesso dos objetivos.

No entanto, cada colaborador tem a sua singularidade e realidade. A personalização do RH tem se tornado a solução para que os profissionais sintam-se valorizados, motivados e engajados.

Para o desenvolvimento de planos personalizados no RH, o primeiro passo é entender quais as necessidades básicas do colaborador. Considere as fundamentais, como segurança, conforto, organização, comunicação, sentir-se importante e a conexão com a equipe.

Em seguida, verifique as disponibilidades de compensação e benefícios capazes de atender a essas necessidades, de acordo com os cargos dos profissionais.

Lembre-se de transmitir sempre a sensação de pertencimento e as possibilidades de crescimento e desenvolvimento que o colaborador pode ter junto com a empresa.

Hierarquias verticais

Um organograma vertical significa que a hierarquia de uma organização é determinada de forma consistente. Neste tipo de gestão, há uma ordem crescente na estrutura de cargos e níveis, na qual cada colaborador responde ao seu superior até o mais alto cargo, geralmente, a presidência.

Como implantar um RH estratégico? 

Entender como implementar o RH estratégico é o próximo passo para que a sua empresa possa usufruir dos ganhos apresentados com segurança e alinhamento entre as equipes. A seguir, selecionamos as principais dicas sobre o assunto. Entenda!

  1. Defina metas

É preciso elaborar metas desafiadoras e alcançáveis para seus profissionais, fazer continuamente o acompanhamento dos indicadores de desempenho, além de desenvolver as competências de seus colaboradores para que possam fazer entregas mais efetivas.

Consequentemente os resultados da empresa serão otimizados, pois a área de RH contribuirá para que a empresa trace planos eficazes para o seu crescimento, além de possibilitar profissionais com um foco maior na estratégia de suas funções.

Dificuldades podem aparecer. Por isso, invista na capacitação das lideranças, que precisam manter-se motivadas para o engajamento do restante da equipe.

  1. Faça o planejamento

Com as metas definidas, o primeiro passo para a implementação do RH estratégico está relacionado a um estudo de qual é a atual situação do setor, bem como o entendimento de cada especificidade do setor, que pode ser organizado por meio de um minucioso mapeamento das atividades. Entenda como estão os processos, quais são as estratégias de melhorias que trarão ganhos para a área, além de entender como essas modificações contribuirão para o desenvolvimento da equipe como um todo.

A partir desses pontos observados, existe a possibilidade de fazer um estudo sobre as outras áreas, entendendo quais são as pontuações que mais merecem foco no contexto atual. Dessa forma, a equipe tem a possibilidade de ficar por dentro sobre os principais acertos e erros cometidos pelos profissionais e seus setores, quais são as questões mais complexas que influenciam nos resultados da organização, além de buscar no mercado soluções adequadas para a implementação.

  1. Seja orientado a dados

Com o planejamento feito, é importante definir quais os dados devem ser acompanhados para garantir o sucesso das operações. Ou seja, toda a gestão do RH passa a ser orientada a dados, o que chamamos de RH data driven

Um RH data driven é capaz de promover inúmeros benefícios à organização em diferentes âmbitos, desde a redução das taxas de turnover, melhorias nas tomadas de decisões, até a facilidade para determinar o Retorno sobre o Investimento (ROI).

Estabeleça indicadores de gestão e as métricas que devem ser analisadas para o alcance dos resultados desejados. Você pode considerar os seguintes exemplos:

  • headcount, métrica que fará uma constante avaliação sobre o atual quadro de colaboradores, selecionando-os por faixa etária, nível salarial, entre outras informações, permitindo dados mais precisos sobre a atual realidade da empresa;
  • absenteísmo, indicador que vai quantificar as faltas de seus profissionais. Faça uma constante comparação de como esse valor foi alterado ao longo dos meses, especialmente depois da implementação das principais medidas estratégicas do setor de RH;
  • turnover, índice de rotatividade da equipe. A redução desse índice talvez seja o principal objetivo da implementação de ações focadas na realidade do negócio, justamente por impactar o capital intelectual, trazer gastos e ainda prejudicar a imagem da empresa perante os clientes.

Com os indicadores de gestão bem definidos, as equipes contam com informações valiosas e úteis para as tomadas de decisão, conseguem determinar variáveis que influenciam nos resultados da empresa, além de trazer dados para análise que permitem uma estratégia mais adequada aos objetivos do negócio. Determine os KPIs prioritários para o desenvolvimento da organização e o papel do RH para contribuir com os resultados, bem como as diretrizes necessárias.

A análise de métricas permite um entendimento de que as estratégias adotadas de fato trazem resultados para a empresa. Nesse sentido, é preciso analisar o modelo implementado continuamente, para que pontos sejam adequados conforme o crescimento da empresa e a modificação dos objetivos de um negócio.

É papel do RH trazer confiança para as equipes de diferentes setores, além de apoiar para a reformulação dos números caso seja necessário. A partir desse entendimento, basta entender quais dos indicadores do próprio segmento de Recursos Humanos vai se encaixar ao que a empresa espera, encaixando os valores pretendidos aos objetivos da empresa.

  1. Invista em tecnologia

Existem tarefas diárias da área de RH que ainda são muito operacionais e demandam tempo por parte da equipe, desperdiçando o potencial dos colaboradores com atividades que não são estratégicas.

Por outro lado, o mercado já conta com diversas soluções capazes de automatizar essas demandas, permitindo um foco mais estratégico dos colaboradores.

Sendo assim, a organização que deseja alcançar diferencial competitivo precisa aplicar soluções na área de Recursos Humanos que contribuam para aprimorar os seus processos, aumentando a agilidade sem afetar a qualidade das demandas, além de integrar as informações e diminuir os riscos de erros e retrabalho.

Lembre-se de que é importante pedir feedback aos membros de como a tecnologia implementada vem trazendo melhorias para as atividades, buscando por outras soluções se isso for necessário. Afinal, as ferramentas devem se adequar à realidade de cada empresa.

  1. Aposte em diversidade e inovação

A diversidade tem sido considerada uma das prioridades de investimento para refletir a inovação entre as equipes e o diferencial competitivo de uma organização.

Este tema tem se tornado cada vez mais relevante, já que os programas de diversidade tem como objetivo gerar emprego e oportunidades para minorias, como pessoas com deficiência, identidade de gênero, orientação sexual, cor e etnia.

Além disso, em um espaço diverso o receio de julgamentos diminui, o que amplia as possibilidades de novas ideias e criatividade organizacional.

Desta forma, a diversidade está diretamente relacionada à inovação.

  1. Não esqueça de treinamento de gestores

Um ambiente de constante motivação vai resultar no engajamento de sua equipe. Promova constantes treinamentos, principalmente para os gestores, que devem aprender uma série de competências e habilidades para conduzir suas equipes aos resultados.

Dentro destes treinamentos incluem-se tanto os temas técnicos e específicos do setor, quanto os comportamentais, de forma a tornar o gestor apto a lidar com os desafios da rotina da liderança.

O treinamento para gestores é fundamental para tornar as equipes mais competitivas, potencializando os resultados da organização como um todo.

Além disso, faça eventos de integração e sempre busque o feedback das estratégias implementadas. 

Assim, aumentará a produtividade de todo o time, além de os próprios colaboradores serem propagadores de sua marca, o que contribui significativamente para a imagem positiva perante os clientes e também para outros talentos.

Exemplos de RH estratégico

O RH estratégico é aquele capaz de potencializar os resultados da organização, minimizando o erro e o desperdício, gerando mais produtividade e qualidade para a empresa em geral.

Afinal, quando reduzimos os processos manuais e automatizamos as demandas, as informações ficam integradas e as atividades mais ágeis.

Para que você entenda na prática como o RH estratégico pode contribuir com a sua equipe, trouxemos dois exemplos de sucesso:

Referência nacional em segurança patrimonial, com mais de 10 mil colaboradores em diversas cidades dos estados de São Paulo, Rio de Janeiro e Paraná. O grupo conta com uma grande dimensão de negócio em múltiplas localidades, mas precisa manter o nível de qualidade de suas bases operacionais.

Para garantir a eficácia de seus serviços, o time investiu na digitalização dos processos e ganhou segurança jurídica, mitigação de riscos trabalhistas, além de redução de custos relacionados ao envio, recebimento, escaneamento e arquivamento físico dos documentos de seus colaboradores.

A solução encontrada para gerar economia de esforços e custos foi a adoção do unico | people, software que fortalece a proteção jurídica do negócio, além de permitir envio e armazenagem digital de documentos, assinatura eletrônica e automatização de diversos processos manuais.

Segundo o diretor de Capital Humano do Grupo Haganá, Rogério Sierra, o ganho é nítido sobre o investimento.

A Sephora é uma multinacional francesa do ramo de beleza e cosméticos. Desde 2010 no Brasil, a rede de lojas tinha entre seus principais desafios a entrega de documentos no decorrer dos processos de admissão de novos colaboradores, que aconteciam de forma física nas lojas e eram encaminhados por e-mail ao RH de forma fracionada e manual.

Desta forma, os processos admissionais demoravam mais de 15 dias, o que prejudicava até mesmo nas vendas, conforme explica a HR Business Partner na Sephora, Marina Ramos: “se eu não tenho o funcionário no ponto-de-venda eu perco a venda”.

Mais uma vez, a automatização foi a saída. Com o unico | people, todo o RH da Sephora tornou-se 100% digital, reduzindo o tempo de seus processos admissionais em 85%. Ou seja, uma admissão que demorava mais de 15 dias passou a levar apenas 2 dias.

A equipe de DP não precisa mais ir atrás de cada profissional buscando documentos, pois agora os candidatos recebem os lembretes por e-mails.

Além disso, a solução realiza toda a revisão da documentação pessoal, bem como a  validação jurídica em bases públicas como e-social e correios de forma automática.

Agora que você já pôde entender o que é o RH estratégico, quais são as vantagens para a organização, além de conferir dicas de como implementá-lo, vamos repassar o checklist do planejamento estratégico de RH. 

Como fazer um planejamento estratégico de RH?

Para que esse processo tenha êxito, é preciso manter um bom planejamento, além de estimular toda a equipe para os ganhos que isso trará para a rotina como um todo.

Conforme percebemos, a tecnologia trabalha como uma importante aliada nesse sentido. Portanto, preste atenção neste checklist que vai de planejamento estratégico de RH, que vai te trazer economia de tempo e recursos de uma vez por todas!

  • Conheça profundamente os objetivos da organização para estabelecer metas;
  • Mapeie minuciosamente os processos, demandas e pessoal responsável por cada tarefa;
  • Estabeleça indicadores, seja data driven, analise as métricas e lembre-se de pedir feedbacks às equipes;
  • Invista em tecnologia, automatize e digitalize os processos manuais;
  • Aposte em diversificação e inovação para aumentar ainda mais o engajamento e o relacionamento dos colaboradores;
  • Capacitação constante do time e dos gestores;

Quer saber como otimizar os processos rumo a um RH cada vez mais estratégico?

Nós temos a solução!

RH estratégico com unico | people

O unico | people é uma solução com o objetivo de tornar a área de RH mais estratégica e menos operacional. Para isso, traz a automação de processos, contribuindo com a produtividade da equipe, principalmente nos processos de admissão de colaboradores.

Desta forma, o unico | people traz mais agilidade e menos burocracia para as organizações, principalmente nas rotinas de RH, sendo adaptável para diferentes contextos.

A solução possibilita a admissão de colaboradores de forma 100% digital, assinaturas eletrônicas com validade jurídica, permitindo que a admissão de um profissional aconteça de forma rápida e prática, a partir de 20 minutos!

Além disso, o unico | people otimiza a experiência do candidato desde o seu primeiro contato com a organização, algo fundamental para atrair e reter os melhores talentos.

Quer otimizar seus processos de recrutamento e seleção? Entre em contato com a gente e tire suas dúvidas!

Conheça o unico | people
thumb
Digitalize seu DP com assinatura eletrônica e admissão 100% digital
  •  iconeAdmita um funcionário em até 43 minutos
  • iconeAssine eletronicamente todos os documentos de RH
  • iconeGerencie todas as suas contratações em tempo real
  • iconeSuporte ao candidato 24 x 7 via chatbot
Conheça nossa solução
icone carta

Inscreva-se e fique por dentro das tendências da tendências do mundo do RH.

Artigos relacionados