Por categoria:

  • Recursos Humanos

14 tendências em Recursos Humanos para 2023

Letícia Beilfuss
  • 1 de setembro de 2022
  • 11 min de leitura
infopeople

Estamos nos aproximando do final do ano e até aqui pudemos observar uma série de mudanças na área de Recursos Humanos, não é mesmo? Além da tecnologia, a grande alteração no setor tem sido a sua percepção como fundamental para as estratégias de gestão de pessoas por parte das organizações. Mas quais serão as tendências em Recursos Humanos para 2023? Podemos esperar por grandes mudanças ou apenas uma continuação do que foi desenvolvido até aqui? A tecnologia continuará ocupando um papel fundamental no futuro do setor? É isso que vamos descobrir no artigo de hoje. 

Como foi a revolução dos Recursos Humanos nos últimos anos?

Inicialmente, o setor de Recursos Humanos foi criado com o objetivo de ser uma ponte entre empresa e colaborador, ocupando-se de todas as questões operacionais e burocráticas que envolviam essa comunicação. Com o passar dos anos as coisas foram mudando, mas o RH tradicional continuou sendo visto dessa forma. 

Nele, os times realizavam um modelo de gestão mais voltado para as tarefas administrativas. Recrutamento e seleção, documentação dos profissionais da empresa, entendimento sobre os processos de desligamento conforme a legislação trabalhista, entre outros pontos importantes.

Esses continuam sendo tópicos essenciais no dia a dia do setor. Porém, as funções se abrangeram. Essa ampliação se deu devido às múltiplas soluções existentes no mercado. Por meio delas, há a oportunidade de automatizar tarefas, o que torna o trabalho do time mais produtivo e alinhado à estratégia organizacional da empresa.

Ou seja, uma das principais mudanças do RH tradicional para o atual diz respeito à gestão de pessoas em si. Enquanto o anterior não se atentava a práticas e estratégias que trouxessem aperfeiçoamento da área, o RH estratégico busca por práticas de engajamento para melhorar o desempenho da empresa a partir da melhoria de desempenho dos colaboradores.

Como o contexto atual modifica o trabalho exercido pelos Recursos Humanos?

Em março de 2020, a pandemia global da Covid-19 exigiu que empresas dos mais variados setores precisassem se adaptar ao modelo remoto de trabalho. Nesse sentido, o RH se tornou ainda mais importante e estratégico para a empresa: era necessário garantir que as pessoas mantivessem a produtividade e, ao mesmo tempo, continuassem engajadas e motivadas, pontos que seriam fortemente impactados devido à situação do país como um todo.

Recursos necessários

Dessa forma, houve a necessidade inicialmente de buscar por recursos necessários para que a área e a empresa pudessem exercer as suas funções, mesmo que de forma remota. No campo da comunicação, por exemplo, era preciso que as reuniões tivessem o mesmo efeito que aquelas presenciais, além de os liderados manterem contato com as suas lideranças para que auxiliassem nos planos de ação e também no desenvolvimento de suas atividades.

Por falar em lideranças, nunca houve tanta necessidade de aperfeiçoar a gestão de desempenho da empresa. Por meio de estratégias de feedbacks, one-on-ones e definição de metas claras, as pessoas têm a oportunidade de corrigir gaps necessários na execução de seus projetos, garantindo uma aproximação maior com o que foi planejado.

Para o recrutamento e seleção em empresas, esse é um outro cenário que exige pesquisas e ferramentas. Porém, hoje já existem soluções que possibilitam tanto o processo de atração de talentos quanto para a contratação de colaboradores (no que diz respeito aos processos burocráticos).

A admissão digital, por exemplo, traz muitos ganhos para o time. Entre eles, podemos destacar:

  • processos mais ágeis para a empresa;
  • mais facilidade para a gestão de documentos;
  • profissionais que têm mais chances de exercer as funções estratégicas;
  • redução de riscos trabalhistas; 
  • entre outros.

Competências e habilidades

A seguir, selecionamos algumas das competências e habilidades que devem ser desenvolvidas por um profissional de Recursos Humanos em um contexto como o atual.

Flexibilidade e adaptabilidade nos Recursos Humanos

Flexibilidade e adaptabilidade é um dos pontos mais importantes para o momento atual, em que a pandemia não demanda um isolamento social como em seu início, mas tanto empresas quanto profissionais estão se adaptando com a volta das atividades. 

Conforme sabemos, houve a necessidade de organizações dos mais diferentes nichos de atuação se adaptarem ao trabalho remoto. Nesse sentido, as atividades precisaram ser reorganizadas, processos modificados e também houve a precisão de trazer treinamentos para que as equipes se sentissem seguras para exercer as suas funções, independentemente do modo de execução.

Além disso, é preciso implementar mais flexibilidade nas empresas. Profissionais que são pais e mães, além de todas as demandas profissionais, também precisam estar atentos às atividades dos filhos. Por isso, a empresa deve ter empatia quanto a produtividade desses colaboradores, que pode ser afetada.

Pensamento crítico

Outro ponto crucial para as empresas foi identificar os profissionais que estavam prontos para distinguir dados e interpretá-los, sabendo lidar com a flexibilidade e os novos formatos das organizações, que se tornaram muito mais abertos, sem tantas hierarquias e burocracias. 

Essa é uma das soft skills de muito valor para os times, inclusive os de RH. Então busque sempre aprimorá-la. 

Conhecimento em tecnologia

O conhecimento em tecnologia já era exigido antes mesmo da pandemia e promete continuar tendo um papel importante nos Recursos Humanos. Conforme vimos, ela exerce uma função fundamental para que o setor se torne mais estratégico, justamente pela automatização de diferentes atividades. Hoje, a empresa que não se preocupa em implementá-la, certamente perde o diferencial competitivo, ficando para trás de seus concorrentes.

Por essa razão, existe a necessidade de buscar no mercado ferramentas e soluções que contribuam para as mais diferentes áreas e processos, além de auxiliar toda a equipe para entregar resultados mais efetivos.

Inteligência emocional

Vivemos momentos complicados. A pandemia mudou completamente nossas vidas e nossa forma de lidar com as situações e, apesar do contexto já ser mais favorável, jamais poderemos voltar à realidade de antes de todos esses acontecimentos. 

Dessa forma, o RH deve, além de cuidar da saúde mental dos colaboradores de uma organização, preocupar-se com a saúde mental do próprio time e buscar continuamente pela inteligência emocional. Para isso, é preciso buscar por uma maior clareza nas respostas dos e-mails, transmitir a confiança necessária para o time por meio de reuniões e entender quais são os pontos que prejudicam a produtividade de toda a equipe.

Inovação nos Recursos Humanos 

A inovação em uma empresa nunca foi tão necessária como agora. Por meio dela, as atividades podem ser aperfeiçoadas, além de ser mais uma chance de buscar por ferramentas e soluções no mercado que permitam ao time ser mais estratégico.

Porém, apesar de essas ferramentas serem essenciais para automatizar funções, elas não exercem o papel sozinhas. É papel dos profissionais buscar por alternativas que permitam a cada pessoa alcançar os resultados pré-estabelecidos no planejamento estratégico organizacional, entendendo os erros e acertos cometidos ao longo do ciclo e analisando como a concorrência vem trabalhando.

Também é necessário desenvolver a criatividade para que a cultura organizacional permaneça sólida em toda a empresa.

O que esperar do RH para 2023?

Assim como o que observamos durante a crise da pandemia e em 2022, a principal tendência do setor de Recursos Humanos para 2023 é a percepção do papel importante que a área tem nas estratégias de gestão de pessoas das organizações. Dessa forma, o que você pode esperar é uma continuação do que já vinha acontecendo, com mais uma pitada de avanços em tecnologia. 

Tudo para que o setor deixe, cada vez mais, de se ocupar com as responsabilidades burocráticas de forma manual e possa contar com ferramentas digitais para agilizar os processos. Isso, claro, sempre lembrando do papel dos profissionais de RH para que essas tecnologias funcionem. Nada de substituição dos colaboradores por máquinas, a ideia é apenas redirecionar a expertise desses profissionais para a gestão das demais equipes da empresa. 

Quais as principais tendências da área de RH para 2023?

Seguindo essa lógica, podemos ter em mente que as principais tendências em Recursos Humanos estarão diretamente relacionadas com o que vimos em 2022. Toda a mudança de visão sobre o papel do setor continuará ditando as tendências do futuro. 

14 tendências em recursos humanos para 2023

Pensando nisso, separamos 14 dos principais pontos que continuarão sendo observados na área. Confira abaixo. 

1. Bem-estar no trabalho

Um dos pontos mais observados nas organizações em 2022 foi a preocupação da área de Recursos Humanos com o bem-estar e a saúde mental dos trabalhadores. Essa não é uma grande surpresa depois de dois anos de pandemia de Covid-19, onde o assunto foi abordado sob diversas perspectivas. 

O grande ponto é que o alerta, que já vinha sendo levantado por especialistas, se tornou ainda maior com uma doença de níveis globais atingindo famílias e criando um cenário de total instabilidade. 

Para exemplificar o que estamos abordando, basta verificar alguns dados. Em 2017, um levantamento realizado pela Organização Mundial da Saúde (OMS) identificou o Brasil como o país com maior índice de ansiedade, com 9,3% da população sofrendo da doença. Quando o assunto é a depressão, os dados mais recentes, coletados pela Vital Strategies e pela Universidade Federal de Pelotas, mostram que o índice passou de 9,6% antes da pandemia para 13,5% após. O Burnout, por sua vez, estresse associado diretamente ao trabalho, atinge 30% dos trabalhadores, cerca de 100 milhões de pessoas. 

A partir desse cenário, é fundamental que a área de RH reflita sobre o papel das organizações nesses números e o que pode ser feito para mudar essa realidade. A tendência é que as empresas reconheçam sua responsabilidade e passem a desenvolver estratégias de promoção da saúde mental, assim como atendimento psicológico para aqueles que necessitarem.  

2. Upskilling

O upskilling é um termo derivado de outro conceito em inglês: o upskill. Sua definição, assim como o termo original, está associada à junção das palavras skill (habilidade) e up (melhoria/crescimento). Ou seja, representa a busca por conhecimento e aprimoramento de habilidades, tanto dos profissionais, quanto das organizações. 

A tendência é que, para 2023, o conceito continue crescendo. Incentivando a área de Recursos Humanos a se desenvolver, principalmente no campo tecnológico, se mantendo sempre atualizada sobre as tendências do mercado para continuar atrativa e relevante. Assim como os profissionais do setor, que precisam acompanhar essas mudanças e desenvolver habilidades técnicas. 

Quer um exemplo? O fato de você estar lendo este artigo sobre tendências em Recursos Humanos já é uma forma de upskilling. 

3. People Analytics

Quem já trabalha na área de Recursos Humanos sabe a diferença que ter dados para basear uma estratégia pode fazer. Somente eles darão a base necessária para saber o que está acontecendo nas equipes e de que forma os problemas podem ser solucionados. O People Analytics surgiu justamente para auxiliar com essa questão. 

A tendência para 2023 é que ele continue se fazendo relevante para observar, qualitativa e quantitativamente, a situação dos colaboradores. Assim como dados mais abrangentes sobre a organização de forma geral, como taxa de rotatividade e absenteísmo, níveis de produtividade, e outras questões. 

4. Capacitação da alta liderança

Até mesmo em empresas que desenvolvem um sistema horizontal de liderança, com gestores e colaboradores no mesmo nível hierárquico e podendo levar ideias para o setor, os “chefes” continuam sendo vistos como uma figura responsável, um guia para o desenvolvimento de novas ideias, para o relato de problemas, e outros tipos de situação. Dessa forma, é fundamental que essas lideranças estejam preparadas para ocupar esse papel e guiar os colaboradores pelo melhor caminho para atingir os objetivos da organização. 

Sendo assim, outra tendência em Recursos Humanos para 2023 é que o setor seja responsável por promover ações de desenvolvimento e capacitação desses profissionais. Afinal, esse será o primeiro passo para potencializar as transformações que a empresa deseja e promover um espaço de qualidade e segurança para os demais colaboradores. 

5. Cibersegurança com dados de colaboradores

Uma das grandes tendências que vem se observando no setor de Recursos Humanos nos últimos anos é a adoção da tecnologia como dispositivo fundamental para que os profissionais da área adotassem um perfil mais estratégico. E, para que isso acontecesse, outro fator fundamental era assegurar que todas as informações contidas nesses sistemas estavam devidamente protegidas de invasões de hacker ou divulgações impróprias em outros meios digitais. Com a tecnologia apenas avançando no RH, a tendência dessa cibersegurança continuará se fazendo presente em 2023. 

No Unico People, por exemplo, adotamos sistemas de criptografia, biometria facial e outros recursos para garantir que os dados do seu colaborador estarão seguros e somente serão acessados pelos profissionais autorizados. 

6. Diversidade além da reputação

Vamos voltar para alguns dados? Olha só:

  • A população brasileira é formada por 51,1% de mulheres, mas apenas 13,6% das vagas de liderança nas empresas são ocupadas por elas;
  • Já a população negra representa um número ainda maior, 54% da população, mas somente 4,7% dos pretos e pardos estão no quadro das empresas;
  • E quando o assunto são as Pessoas Com Deficiência (PCDs), atualmente 8,4% da população acima de 2 anos, o tema também é preocupante. Afinal, 3,29% das empresas não contratam nenhum PCD. 

Concorda com a gente que as contas não fecham? Pois é, as pessoas estão cada vez mais se dando conta disso e, principalmente os envolvidos nesses números que apontamos, que estão reivindicando, com razão, o direito de ocupar esses espaços. A tendência é que em 2023 a área de Recursos Humanos esteja atenta a isso e desenvolvendo ações para mudar essa realidade

Porém, muito cuidado. De nada adianta contratar essas pessoas sem de fato acreditar no poder da representatividade e da inclusão, ok? Discurso vazio não mudará a realidade da sua empresa. Cerque seu Recursos Humanos de pessoas que façam parte desses públicos-alvo para desenvolver estratégias assertivas de representatividade. 

7. Softwares all-in-one

Os softwares de RH e DP já são uma realidade da área, mas a tendência para 2023 é que os investimentos das organizações se voltem para as ferramentas all-in-one, ou seja, “tudo em um”. Com diversas funcionalidades disponíveis em um único sistema. 

O mercado, por sua vez, está se preparando para atender essa demanda, mas, caso seu setor de Recursos Humanos ainda não tenha verba suficiente para toda essa reestruturação, opte por softwares com API aberta, ou seja, com possibilidade de sincronização com outros sistemas. Como é o caso do Unico People, por exemplo, com o qual você pode passar a fazer a admissão digital de profissionais sem precisar se desfazer dos sistemas que já utiliza para outras atividades. 

8. Avanços no uso de I.A no recrutamento e seleção

A tecnologia também pressupõe recursos de Inteligência Artificial (I.A) para garantir que os softwares desenvolvam o máximo de atividades possíveis sem necessidade de interferência humana. A tendência em Recursos Humanos para 2023 envolve o mecanismo, então, está relacionada à etapa de recrutamento e seleção de novos talentos. 

A grande promessa serão as ferramentas voltadas para o rastreamento de candidatos, apontando para os profissionais de RH aqueles que mais se adequem às vagas disponíveis na organização, assim como os que tenham bons índices de fit cultural, combinando com a política e valores da empresa. 

9. Ferramentas de feedback avançadas

Com o avanço de tantos mecanismos tecnológicos, existem dois cenários quando o assunto são os feedbacks

  • ferramentas para coleta de informações mais precisas sobre a satisfação e desempenho dos profissionais;
  • e maior disponibilidade do RH para dar esses feedbacks de forma mais estratégica e pessoal.

A tendência é que essas ferramentas sejam utilizadas não apenas para promover o engajamento e produtividade das equipes, como também o cuidado com a satisfação e saúde mental dos profissionais, como comentamos anteriormente. 

10. Investimento na formação de líderes

Lembra que antes abordamos a importância da capacitação das lideranças para que consigam guiar suas equipes? Bem, além disso, outra tendência para os Recursos Humanos em 2023 é a aposta em estratégias para aprimoramento das habilidades desses profissionais. Afinal, gestores também precisam colocar a mão na massa, não é mesmo? Isso será, inclusive, fundamental para que os colaboradores percebam a participação de seus líderes no processo. 

11. Gamificação

A gamificação é outra tendência que já vem sendo observada nos últimos anos e continuará presente em 2023 na área de Recursos Humanos. Por meio da técnica de “competição saudável”, a ideia é que os profissionais possam dividir momentos de descontração no ambiente de trabalho, além de, inconscientemente, estarem desenvolvendo conexões cerebrais que serão essenciais para o seu desempenho nas atividades. 

Além disso, por meio de estratégias de gamificação você poderá desenvolver o Employee Experience da sua organização. 

12. RH mobile

Se já utilizamos o smartphone para grande parte das nossas atividades diárias, por que não levá-lo para as atividades da área de Recursos Humanos também? A tendência para 2023 é que aplicativos de RH continuem sendo desenvolvidos, possibilitando o acesso à distância e agilizando uma série de processos. 

O Unico People já adotou essa tendência, permitindo que os candidatos recebam o link para encaminhamento da sua contratação e façam todo o processo pelos celulares. Da mesma forma, o RH consegue acompanhar o andamento, enviar mensagens e fazer novas solicitações sem precisar estar na empresa. 

13. Employee Experience

Lembra do que falamos sobre aumentar o Employee Experience da sua empresa com o uso de recursos de gamificação? Bem, o olhar para essa área, que traduz a experiência do colaborador na empresa, continuará uma forte tendência em Recursos Humanos em 2023. 

Isso se deve ao fator principal que se resume nas empresas entendendo a importância de promover um ambiente de qualidade para seus profissionais. Um ambiente saudável será responsável pela retenção de talentos, redução de taxas de absenteísmo, aumento de engajamento e produtividade, dentre uma série de fatores positivos. 

14. Treinamento online 

Dentro da tecnologia, outra tendência em Recursos Humanos para 2023 está na promoção de treinamentos online. Sejam eles para o próprio setor, para outras equipes e até mesmo para as lideranças, eles permitem autonomia e praticidade no desenvolvimento do treinamento. 

Se o treinamento puder ser gravado em videoaulas que ficarão disponíveis depois, melhor ainda. Assim, os colaboradores poderão escolher o melhor momento de realizar as aulas, podendo acompanhar até mesmo de suas casas, além de terem a possibilidade de assistir novamente o conteúdo sempre que desejarem. 
Tudo que citamos neste artigo é uma continuação do que já temos observado no setor de Recursos Humanos nos últimos anos. Por isso, esteja sempre acompanhando as mudanças que ocorrem na área para estar atualizado. E, claro, você não precisa esperar até 2023 para colocar os pontos que trouxemos aqui em prática. Comece agora mesmo adotando a admissão digital na sua empresa. Entre em contato com um de nossos especialistas e saiba como o Unico People pode revolucionar o seu RH. 

Conheça o unico | people
thumb
Digitalize seu DP com assinatura eletrônica e admissão 100% digital
  •  iconeAdmita um funcionário em até 43 minutos
  • iconeAssine eletronicamente todos os documentos de RH
  • iconeGerencie todas as suas contratações em tempo real
  • iconeSuporte ao candidato 24 x 7 via chatbot
Conheça nossa solução
icone carta

Inscreva-se e fique por dentro das tendências da tendências do mundo do RH.

Artigos relacionados