Por categoria:

  • Departamento Pessoal
  • Recursos Humanos

Política de remuneração e benefícios – Entenda como implementar

Letícia Beilfuss
  • 14 de novembro de 2022
  • 4 min de leitura
infopeople

Uma das principais formas de aumentar a competitividade das organizações é fazer com que seus colaboradores sejam mais produtivos e comprometidos com os propósitos da empresa. Dessa forma, contar com uma boa política de remuneração e benefícios pode ser uma maneira mais interessante de aumentar a felicidade e a produtividade, mantendo sua equipe mais satisfeita com o trabalho.

Indo ao encontro dessa informação, uma pesquisa publicada pela Gallup mostra que apenas 27% dos trabalhadores brasileiros são engajados ou altamente produtivos e comprometidos em prover valor para suas empresas. Assim, percebemos que esse cenário ainda apresenta grande margem de desenvolvimento.

Nesse conteúdo vamos falar sobre:

Confira!

O que é política de benefícios?

A política de benefícios é uma das principais estratégias para atrair e reter talentos para manter a sua empresa mais atrativa aos profissionais capacitados, principalmente em relação aos seus concorrentes.

Podemos defini-la como uma cartilha de vantagens que a corporação oferece para seus colaboradores em busca de proporcionar bem-estar, motivação, segurança e condições para um planejamento de carreira e para o bom desempenho de suas atividades.

Algumas políticas de benefícios são definidas por lei, como as licenças maternidade e paternidade e o auxílio transporte. Entretanto, muitas se apresentam como propostas desenhadas efetivamente para atrair os melhores colaboradores e estabelecer diferenciais.

O que é política de remuneração

A política de remuneração é uma estratégia empresarial voltada para atrair e reter colaboradores que tragam qualidade para a gestão da empresa como um todo.

Quando uma empresa planeja uma política de remuneração ela tem a intenção de atrair talentos que sejam diferenciais para o seu funcionamento diante da concorrência.

Portanto, a política de remuneração possibilita atrair funcionários altamente capacitados com ofertas irrecusáveis e alinhadas com os valores da empresa.

Para uma implementação positiva de uma política de remuneração, a empresa precisa seguir alguns passos como:

  • Objetivos comuns: A empresa tem objetivos comuns quando oferece cursos e treinamentos que são positivos para os colaboradores e também podem contribuir para o aumento de vendas.
  • Prazos e metas: Um bom plano de remuneração passa pelo estabelecimento de etapas para atingir objetivos da empresa e pela avaliação dos funcionários para mensurar seus resultados.
  • Plano de cargos e salários: A partir da análise da concorrência a empresa pode fazer um plano de cargos e salários que tenha um diferencial atrativo.

Existe diferença entre remuneração e benefícios? 

Dentro de uma empresa a remuneração e os benefícios são diferentes, mas ao mesmo tempo são complementares. Neste sentido, a remuneração de um colaborador engloba também os benefícios.

Portanto, o salário somado aos benefícios como plano de saúde, vale-alimentação, entre outros, formam a remuneração. 

Para obtermos mais clareza sobre estas diferenças, é importante ter uma ideia clara sobre 3 fatores que fazem parte do funcionamento de uma empresa:

  • Salário; retribuição em dinheiro em troca de mão de obra qualificada
  • Benefícios: vantagens e facilidades oferecidas aos colaboradores como vale-transporte, plano de saúde, vale-alimentação e outros.
  • Remuneração: É o conjunto de todas as formas de pagamento e recompensa para os colaboradores. 

Construindo a política de remuneração e benefícios na empresa

Na hora de construir a política de benefícios ideal para a sua empresa, é preciso fazer uma análise do panorama interno e entender alguns pontos. O objetivo é que a oferta esteja em sinergia com a cultura empresarial e com o perfil de seus colaboradores.

Entre os principais pontos a serem analisados estão as práticas mais usadas pelo mercado. Alguns benefícios, mesmo não sendo obrigatórios, são comumente oferecidos pela maioria das empresas e, portanto, já esperados pelos candidatos. Exemplos comuns são os planos de saúde, odontológicos e o auxílio alimentação.

Também é importante ter em mente que os benefícios devem resultar em retornos positivos para a empresa, como atração de talentos, colaboradores mais satisfeitos, redução de turnover e aumento de produtividade.

Para isso, é importante fazer um acompanhamento de métricas para analisar os custos investidos, obter feedbacks e analisar os resultados alcançados.

Existem ações que atendem à política de remuneração, visando a carência de seus profissionais e os objetivos de uma empresa. Entre elas estão:

  • Recompensa por metas: esta ação pode ampliar as vendas de produtos e serviços.
  • Treinamentos internos: a empresa oferece capacitação aos seus funcionários e ao mesmo tempo pode lapidar talentos.
  • Plano de cargos e salários: a construção de um plano próprio de benefícios relacionados a cargos e salários pode ser um diferencial em relação à concorrência
  • Adequação da remuneração ao orçamento: faça um plano adequado com o porte de sua empresa, isso evita desgastes e garante sucesso ao projeto empresarial.

Tipos de benefício e remuneração para oferecer aos colaboradores

 São vários os benefícios que uma empresa pode oferecer e eles estão divididos em 2 categorias: benefícios legais e benefícios espontâneos.

Entre os benefícios legais estão:

  • Vale-transporte
  • Férias remuneradas
  • 13º salário
  • Jornada de trabalho noturno
  • Seguro relacionado à acidente de trabalho
  • Previdência privada corporativa
  • Auxílio doença
  • Salário-família
  • Salário-maternidade
  • Adicionais de insalubridade
  • Horas extras

 Os benefícios espontâneos são aqueles que variam segundo as empresas, entre eles podemos citar:

  • Cesta básica
  • Estacionamento
  • Licença remunerada por doença
  • Seguro de vida em grupo
  • Auxílio funeral
  • Bolsas de estudos
  • Check-up médico
  • Entre outros

O novo normal na política de benefícios

Ter colaboradores motivados, engajados e satisfeitos é uma busca constante na gestão de qualquer empresa. Com métricas e relatórios mais detalhados sobre todas as áreas das organizações, cada uma delas está mais atenta aos custos gerados por turnover, contratações, afastamentos, dentre outros.

É importante lembrar, que o RH tem grande participação na implementação de uma política de remuneração. O trabalho qualificado de gestão de pessoas fornece toda a base para esse projeto. 

Este projeto de política de remuneração do RH segue algumas diretrizes como:

  • Fazer um diagnóstico da situação da empresa em relação às remunerações para saber se estão de acordo com as expectativas.
  • Entendimento das necessidades dos colaboradores
  • Montagem de um plano de carreira para que os colaboradores tenham uma dimensão de seu crescimento
  • Oferecimento de benefícios flexíveis para se alinharem a cada perfil

No Guia People Analytics o RH você pode ver como conhecer mais dos funcionários e entender suas necessidades. Acesse agora!
Nesse conteúdo falamos sobre como implementar uma boa política de remuneração e benefícios na sua empresa. Essa implementação faz parte das ações do RH estratégico. Conheça mais sobre esse tema e conte com o Unico People para trazer mais agilidade e menos burocracia para as empresas.

Conheça o unico | people
thumb
Digitalize seu DP com assinatura eletrônica e admissão 100% digital
  •  iconeAdmita um funcionário em até 43 minutos
  • iconeAssine eletronicamente todos os documentos de RH
  • iconeGerencie todas as suas contratações em tempo real
  • iconeSuporte ao candidato 24 x 7 via chatbot
Conheça nossa solução
icone carta

Inscreva-se e fique por dentro das tendências da tendências do mundo do RH.

Artigos relacionados