Por categoria:

  • Recursos Humanos
  • Transformação Digital

People Analytics: o que é e como aplicar no RH da sua empresa

Letícia Beilfuss
  • 17 de junho de 2022
  • 11 min de leitura
infopeople

Nada como a ciência dos dados para nos ajudar a compreender acontecimentos e analisar o futuro, não é mesmo? E se dissermos que já é possível ter dados sobre a performance de colaboradores e equipes, assim como traçar estratégias com base nessas informações? Pois é, essa é a metodologia do People Analytics, que vamos te mostrar no artigo de hoje. 

A ideia do método é unir duas premissas que, geralmente, são apresentadas como opostas: valorização das pessoas e uso da tecnologia na automação e tomada de decisões de empresas. No People Analytics a proposta é, justamente, utilizar a tecnologia como forma de proporcionar um ambiente de qualidade e, sobretudo, identificar o que deixa cada profissional mais confiante, confortável e produtivo.

 Acredite, não tem nada de ficção científica no que estamos dizendo. O People Analytics é real e vem cada vez mais sendo adotado pelas empresas. Continue lendo o artigo para conhecer melhor a metodologia. 

O que é o People Analytics

Como o próprio nome já diz, o People Analytics se refere a uma metodologia que analisa as pessoas de seu negócio. Trata-se de um dos métodos que vem transformando a área de Recursos Humanos, uma vez que otimiza processos e traça estratégias que contribuem para uma maior satisfação dos profissionais dentro de um negócio.

Como essa metodologia surgiu? Antes, todas as informações eram realizadas em fichas. Além de haver o risco de perder dados, o trabalho manual era grande. Consequentemente, a estratégia de analisar os dados contidos ficava em segundo plano, fato que impedia o crescimento e o desenvolvimento de empresas.

Além disso, deve-se destacar que, com a ampliação do uso da internet, o volume de dados aumentou substancialmente. Justamente por isso, ferramentas de apoio surgiram para auxiliar os profissionais do setor.

Por que adotar o People Analytics na sua empresa?

Independentemente do tamanho da sua empresa, o People Analytics poderá revolucionar o seu negócio. Em um mundo globalizado, todo investimento em tecnologia é bem-vindo. Ainda mais se ele puder tornar os processos da sua empresa mais ágeis e, sobretudo, eficientes.  

Dados são usados para a tomada de decisões em diversos ramos de negócio, então nada mais razoável do que utilizá-los para tornar a experiência dos seus colaboradores melhor, concorda? Em breve falaremos mais sobre os benefícios que o People Analytics pode trazer para sua empresa, mas o essencial é que você compreenda que ele permitirá ao RH uma gestão estratégica da equipe muito mais eficiente. 

Com a análise de dados, profissionais e pessoais, de cada colaborador, fica mais fácil aprimorar as metodologias de trabalho e assegurar uma cultura interna saudável, tanto para as equipes quanto para as lideranças. 

Como o People Analytics funciona?

Assim como qualquer outra metodologia, o People Analytics precisa ser implementado respeitando algumas etapas. Veja abaixo quais são elas. 

1. Coleta

Nesta primeira etapa o essencial é colher a maior quantidade de informações possíveis sobre um profissional. Estes dados poderão ser cedidos pelo colaborador de várias formas: conversas com o RH, pesquisas realizadas dentro da empresa e até mesmo com informações das redes sociais (com a devida autorização coletada, claro).

2. Cálculo

Esta é a primeira etapa de análise dos dados obtidos. Por meio dos cálculos será possível descobrir algumas respostas relevantes para identificar se os possíveis problemas que você, RH, estava identificando são de fato percebidos pelo profissional em questão, ou se outros se apresentam. 

3. Análise

Este é o momento em que, de fato, você fará uma análise das respostas coletadas até então. É neste momento que o People Analytics mostra todo seu potencial e pontos positivos, afinal é por meio dessa estratégia que você poderá tomar decisões mais assertivas (com base nas informações obtidas no momento de coleta e das respostas na etapa de cálculo). 

4. Modelagem 

Nesta etapa, todas as informações coletadas e analisadas até o momento permitirão que decisões sejam tomadas. Na modelagem, por exemplo, você pode relacionar dados para compreender o que vem sendo feito pela empresa e traçar estratégias para tornar essas ações ainda mais assertivas. 

Quais são os tipos de People Analytics existentes?

A seguir, selecionamos os principais tipos de People Analytics existentes. Veja quais são eles. 

Análise descritiva

A primeira delas está relacionada à descrição (Descriptive Analytics). Nesse caso, a pergunta-chave para uma análise deve estar relacionada ao que aconteceu de fato. As respostas não devem ser pautadas em achismos, mas, sim, baseada em dados passados e atuais.

Análise de diagnóstico 

Como o próprio nome já diz (Diagnostic Analytics), o interesse, aqui, está em entender os motivos que levaram isso a acontecer. Sendo assim, os profissionais envolvidos devem entender quais foram as causas raízes que trouxeram aquele contexto, visando identificar os componentes que contribuíram para o insucesso e também para o sucesso, em casos que dão certo.

Análise preditiva 

Na análise preditiva, os profissionais vão entender quais são os possíveis acontecimentos em um negócio. Da mesma forma, tudo é feito baseado em dados.

Sendo assim, vai pegar uma situação que já ocorreu. A partir dela, vai haver uma análise para entender o que aconteceu e quais podem ser as estratégias adotadas para que situações como essas não ocorram novamente. 

Para isso, existe a necessidade de mapear diferentes aspectos e fazer uma análise complexa dos dados disponíveis.

Análise prescritiva 

Nesse caso, a pergunta que deve ser feita é “o que acontecerá se seguirmos esse caminho?”. Ou seja, a equipe tem a possibilidade de analisar diferentes cenários para readequar estratégias, melhorar resultados, entre outros pontos que contribuem para distintos aspectos dentro de um negócio.

Muito utilizado para períodos nos quais o cenário é de incerteza, como crises externas. Entenda: caso haja a necessidade de reduzir custos, quais são os caminhos que o RH pode traçar? Dessa forma, há um entendimento de possíveis alternativas que tragam os resultados almejados.

Quais são os principais diferenciais do People Analytics 

Agora que já sabemos os tipos de People Analytics, chegou o momento de entendermos quais são as vantagens principais de adotar essa metodologia. Confira!

Agrega pontos positivos aos colaboradores

Conforme vimos, todas as decisões serão baseadas em dados. Como vai haver mais ciência na área de RH — com base em informações passadas, presentes e também de projeções para um futuro próximo —, as chances de optar por aquela que melhor traga resultados para diferentes setores aumentam consideravelmente.

Dessa forma, há uma maior satisfação das equipes, mais transparência — justamente por apresentar de forma clara como aqueles pontos foram decididos —, entre outros fatores.

Maior foco na busca por novos talentos 

Outro diferencial que deve ser levado em consideração é a busca mais efetiva por novos talentos, com base na cultura da empresa. Ao contar com uma cultura organizacional sólida e documentada, a sua organização terá um diferencial em relação aos concorrentes, além de possibilitar a construção de uma imagem forte diante do mercado.

Nesse sentido, é preciso buscar por talentos que se encaixam nessa cultura. Caso contrário, a rotatividade será elevada, além de ter gargalos também na produtividade e no clima organizacional.

Amplia o senso de pertencimento dos profissionais 

A sensação de pertencimento por parte dos profissionais gera vantagens não só para a empresa, como para os próprios colaboradores, uma vez que vai haver maior motivação, bem-estar e qualidade de vida no trabalho.

Para que isso ocorra, além de entender sobre a importância de saber ouvir os colaboradores, existe a necessidade de ter um propósito com as decisões tomadas, transparência, bem como torná-los cientes de todas as importantes estratégias pensadas pelas diretorias para os próximos anos.

Contratações mais acertadas

Cada vez se torna mais claro a importância de contratar pessoas conectadas com a cultura, valores e ideais de uma organização. Bons currículos importam, e muito, com certeza, mas além disso é necessário estar atento para perfis de profissionais que se identificam com a empresa e que tenham o desejo de crescer junto com ela. 

Neste caso, o People Analytics é uma ferramenta essencial para ajudar o RH a descobrir, dentro de um processo seletivo, quem é a pessoa com esse perfil. Você pode criar perguntas específicas para cada cargo da empresa, questões que mostrem sua forma de lidar com problemas e situações complexas, e muito mais. 

Ações e resultados mensuráveis

Informação é a chave. Por meio de uma boa estratégia de People Analytics você poderá realizar análises preditivas dos dados, descobrindo possíveis efeitos de uma ação, com dados, por exemplo, de como as equipes reagiram a situações semelhantes em outros momentos. Dessa forma você terá uma probabilidade maior de que suas decisões serão assertivas e trarão bons resultados para a organização. 

Mais possibilidade de controle dos processos 

Com a implementação de um bom sistema de People Analytics também será possível ao setor de Recursos Humanos se dedicar a outras atividades. Mas, principalmente, utilizar as informações obtidas e as análises feitas para controlar e tornar mais efetivos os planos de cargos e salários, os processos seletivos e de admissão, além de outros aspectos da empresa. 

Melhor rendimento do RH

Para além de todas as atividades técnicas e práticas, o setor de Recursos Humanos também demanda muita estratégia de sua equipe para que colaboradores se sintam bem em seus ambientes de trabalho. Assim como para que a empresa tenha ações efetivas e colha bons resultados. 

Com um sistema de People Analytics bem implementado e organizado, os profissionais de RH terão mais tempo e tranquilidade para se dedicar a essas ações mais estratégicas. Potencializando, assim, a produtividade do próprio setor que, consequentemente, refletirá em toda a empresa. 

Outra solução interessante para essa otimização do tempo do timede Recursos Humanos é o Unico People. Clica aqui para entender como ele pode contribuir para o seu setor. Economizamos, média, 40.000h de trabalho por mês para nossos clientes no último ano.

Redução de custos

Com uma análise rápida e eficaz das possíveis falhas dos processos de trabalho, o People Analytics contribui para a redução de custos nas empresas ao ajudar o RH a construir equipes consistentes e produtivas, reduzindo a rotatividade dos colaboradores (que envolve muitos gastos para a empresa). 

Além disso, com pesquisas e análises frequentes da satisfação dos profissionais e de seus desempenhos, treinamentos desnecessários podem ser excluídos e substituídos por estratégias mais eficazes. Poupando não apenas dinheiro, como também o tempo de todos os profissionais envolvidos.  

Quais são os principais desafios do People Analytics?

Apesar de todos esses diferenciais, por que existem empresas que ainda não adotam o People Analytics? É uma metodologia que exige preparo por parte da organização, com alguns desafios para a sua aplicação. Para entender se esse é o momento da implementação, faça um diagnóstico atual de seu negócio. Entenda como a área de RH trabalha, quais são as metodologias adotadas, por que essa estrutura funciona, quais são as características que trazem como consequência gargalos operacionais e estratégicos, entre outros questionamentos relevantes.

A empresa deve ter a consciência que promover mudanças, sejam elas quais forem, é um tipo de ação que pode trazer resistência por parte dos colaboradores e, principalmente, pela diretoria. Nesse sentido, o ideal é que a organização entenda quais são as métricas que podem ser aperfeiçoadas para resultados mais relevantes.

O que seria isso na prática? Entenda: caso a taxa de rotatividade seja elevada e traga custos para o negócio, esse é um problema que precisa ser solucionado. Sabemos que turnover contribui para a perda de capital intelectual e humano, gera gastos, traz uma imagem negativa ao mercado e ainda gera insatisfação com clientes e profissionais.

Sendo assim, o ideal é apresentar como o People Analytics permite um entendimento mais prático do que ocorre na empresa e do que pode ser feito para que isso seja aperfeiçoado.

Como adotar o People Analytics no negócio?

Nesse cenário, como é possível adotar o People Analytics no negócio? A seguir, selecionamos as principais dicas.

Estabeleça indicadores e métricas que são importantes para a empresa

Conforme explicado, existem métricas que devem ser entendidas para que a empresa possa se aperfeiçoar nesse sentido. Ou seja, o primeiro passo para implementar o People Analytics, assim como qualquer outra estratégia relevante de seu negócio, é entender quais são as métricas importantes para a organização. Turnover? Absenteísmo? Baixa satisfação dos profissionais?

Ao ter esse conhecimento, a metodologia será aplicada com um foco mais preciso, além de fortalecer o senso de prioridade.

Conte com um bom planejamento 

Além disso, existe a necessidade de realizar quais são os projetos e ações que serão monitorados a partir da implementação do People Analytics. Muitas vezes, as organizações pecam por conter projetos demais. Especialmente para quem está começando com uma nova ação, esse pode ser um caminho errado, uma vez que terá diferentes focos. Nesse sentido, escolha até 5 daqueles mais importantes para o start.

Defina quais são os dados que serão coletados 

People Analytics contribui para uma decisão baseada em dados, certo? Mas quais serão os principais dados para análise nesse período inicial de seu negócio? Além disso, existe a necessidade de todas as equipes participarem dessa fase. Afinal, existem metrificações que só quem trabalha no setor é que teria um entendimento mais preciso.

Utilize ferramentas que otimizem os processos 

Entre os principais diferenciais de contar com a tecnologia no RH, destacamos:

Dessa forma, o ideal é que você busque por aquelas que melhor se adaptam à sua realidade e ao tamanho de seu negócio. Entenda: com o crescimento significativo de trabalho remoto em todo o país, tornou-se necessário buscar por soluções que otimizem o trabalho das equipes e contribuam para que o setor se torne ainda mais estratégico.

Ou seja, quais são as principais soluções existentes no mercado que vão otimizar essa atividade no dia a dia do negócio? Quais são os diferenciais? A partir desse conhecimento, as chances de optar por aquelas que são referência aumentam consideravelmente.

Comunique a implementação

Ao longo do material, mencionamos sobre a necessidade de a diretoria estar de encontro com essa implantação. No entanto, isso não deve se restringir apenas aos cargos mais altos. O ideal é que todos os colaboradores entendam sobre o projeto, conheçam seus benefícios e saibam quais são as expectativas da empresa em relação às suas funções, tanto com as estratégias do dia a dia quanto para o próprio projeto.

Tenha um cronograma

Assim como em qualquer outra ação, é preciso ter um cronograma para ter uma facilidade mais ampla de visualizar quais são as estratégias feitas, entender como está o andamento e analisar se existem alguns gargalos que impedem a efetividade dessa implantação.

Monitore as ações implementadas

Não se esqueça de monitorar continuamente tudo o que tem sido feito. Um dos principais objetivos do People Analytics, conforme vimos, é contar com dados relevantes para a tomada de decisão da gestão de pessoas. Nesse sentido, é preciso verificar se a execução está sendo feita conforme o esperado.

Entenda como é possível aplicar no processo de recrutamento e seleção 

Acima, mencionamos que é preciso aperfeiçoar os processos de recrutamento e seleção para que tragam profissionais que se adequam à cultura da empresa. Nesse sentido, há a possibilidade de adotar o People Analytics também na empresa, de forma que contribui em distintas etapas do processo de recrutamento e seleção.

Quais as tendências de People Analytics?

Tecnologia utilizada a favor dos processos humanos. Esta é a grande tendência do People Analytics com a chegada de sistemas de Inteligência Artificial e Machine Learning nas organizações. Mas essas são apenas algumas das tendências, veja abaixo outras delas para fazer parte dessa revolução do People Analytics.

1. People Analytics em tempo real

O sistema de People Analytics prevê pesquisas de satisfação e sentimento de profissionais de vários níveis da empresa, coletando informações sobre desempenho, produtividade, qualidade, etc. Como vimos, as informações serão analisadas para que mudanças possam ser propostas. Porém, a tendência é que essas informações passem a ser obtidas de formas mais diretas e regulares. 

Com feedbacks em tempo real, ou seja, conforme as situações forem ocorrendo, a tendência é que o monitoramento do envolvimento de cada profissional, assim como outros detalhes, sejam coletados de forma contínua. 

2. Foco maior na produtividade 

Outra tendência do mercado é que o People Analytics seja utilizado como uma ferramenta de análise da produtividade das equipes. 

Dessa forma, a probabilidade é que o People AnaIytics ajude o RH a garantir contratações mais eficazes, identificando as características dos profissionais com melhor desempenho, as condições do ambiente de trabalho, as qualificações necessárias para a realização de determinadas tarefas.

3. Análise da Rede Organizacional 

Vários são os fatores que podem interferir na produtividade de um profissional, certo? Pois então, outra tendência do People Analytics é que sejam adotadas abordagens de análise de grupos e equipes, observando o ambiente organizacional como um todo e não somente os índices de produtividade e satisfação individuais. 

4. Transparência fundamental

Tudo o que falamos até aqui sobre People Analytics depende da coleta de informações a respeito dos colaboradores de uma organização. Por conta disso, outra forte tendência da metodologia é que, respeitando a Lei Geral de Proteção de Dados, implementada em 2018, sejam fornecidos formulários de autorização de concessão de tais dados. 

Na prática, isso significa que, ao entrar no processo seletivo de uma empresa que adota a metodologia, o recrutado deverá assinar um termo em que permite que a organização colete informações a seu respeito. 

Lembrando que isso envolve, também, o preenchimento de formulários como esse por parte dos colaboradores que já fazem parte da empresa. 

5. Machine Learning e Inteligência Artificial 

O People Analytics pode, sim, ser feito de forma menos automatizada, com utilização de fichas de preenchimento, por exemplo. Contudo, a grande tendência para os próximos anos é que as tecnologias de Machine Learning e Inteligência Artificial tornem esse processo mais fácil, rápido, seguro e eficaz. 

Com modelos como esse, será possível coletar informações como: produtividade do profissional, padrões de atritos profissionais, previsões de performance, etc.

A ideia é que, por meio dessas tecnologias, seja possível sincronizar informações obtidas de forma interna e externa (como em redes sociais, por exemplo). Dessa forma, se tornará cada vez mais possível avaliar os colaboradores, sua singularidade e complexidade, observando padrões de comportamento, valores, habilidades interpessoais, etc. 

Agora que você entendeu do que se trata o People Analytics e descobriu como ele pode auxiliar sua empresa, lembre-se: o essencial é contar com um bom planejamento. Ninguém melhor do que o RH de uma empresa para conhecer a realidade das atividades e como elas podem ser otimizadas. 

O fundamental é compreender que você pode, e deve, utilizar a tecnologia a seu favor. Tornando, assim, a experiência dos colaboradores cada vez melhor, trazendo ótimos resultados para o empreendimento e ganhando tempo para se dedicar a funções mais estratégicas.

O Unico People é outro grande exemplo de otimização das atividades de Recursos Humanos. Entre em contato com nossos especialistas para compreender como ele pode ser útil para o seu RH.   

Conheça o unico | people
thumb
Digitalize seu DP com assinatura eletrônica e admissão 100% digital
  •  iconeAdmita um funcionário em até 43 minutos
  • iconeAssine eletronicamente todos os documentos de RH
  • iconeGerencie todas as suas contratações em tempo real
  • iconeSuporte ao candidato 24 x 7 via chatbot
Conheça nossa solução
icone carta

Inscreva-se e fique por dentro das tendências da tendências do mundo do RH.

Artigos relacionados