Por categoria:

  • Departamento Pessoal

Entrevista semi estruturada: o que é e como aplicá-la

Letícia Beilfuss
  • 22 de junho de 2022
  • 6 min de leitura
infopeople

O primeiro passo para um colaborador entrar para a equipe é passar por todas as etapas de recrutamento e seleção estipulados pela organização. Neste momento, toda atenção é necessária para que o profissional com as competências desejadas pela empresa e com o perfil mais adequado com a cultura organizacional, seja escolhido. Para alcançar esse resultado, um método interessante a ser utilizado é o da entrevista semi estruturada. 

Por meio dessa técnica, o setor de Recursos Humanos, responsável por essa conversa, conseguirá obter informações relevantes a respeito do candidato, sobretudo suas soft skills, ou seja, suas habilidades que vão muito além de um bom currículo. A entrevista semi estruturada é apenas um dos formatos da etapa de entrevista em um processo seletivo, mas, independentemente do método escolhido pelo RH, esta etapa precisa ser conduzida da forma correta para obter informações relevantes sobre o profissional em questão. Entendendo sua trajetória profissional, aspectos de sua vida pessoal que possam ser relevantes, e, principalmente, como ele pode agregar ao time. 

Por isso, hoje, vamos explicar o que é a entrevista semi estruturada e como você pode conduzir uma conversa neste formato para recrutar excelentes profissionais para a sua equipe. 

O que é uma entrevista semi estruturada?

O conceito da entrevista semi estruturada é bastante utilizado por pesquisadores das Ciências Sociais, justamente por obter mais dados qualitativos do que quantitativos. Ou seja, por meio de uma entrevista mais descontraída e informal, tocar em assuntos importantes para o objetivo em questão, no caso o recrutamento de profissionais qualificados e alinhados com os valores da empresa. 

Quando implementada no setor de Recursos Humanos, ela segue a mesma lógica. Na entrevista semi estruturada o entrevistador elabora um roteiro prévio de perguntas, mas, no momento da conversa, oferece um espaço aberto para que o candidato se sinta confortável e possa se expressar de maneira mais espontânea. Nesse sentido, novas perguntas podem acabar surgindo durante a conversa, indo além dos questionamentos que estavam previstos. Dessa forma, o diálogo entre recrutador e candidato se torna mais natural e dinâmico

Qual a diferença entre entrevista semi estruturada e estruturada?

Antes de qualquer coisa, é importante que você tenha em mente que não existe um modelo de entrevista certo ou errado. O ponto está em encontrar o formato de entrevista que mais se encaixa aos objetivos que você quer alcançar com esse processo. Inclusive, analisando o contexto da vaga em questão e das atribuições do cargo a ser preenchido. 

Neste caso, enquanto a entrevista semi estruturada possui características mais flexíveis e dinâmicas, a entrevista estruturada, por sua vez, costuma ter um perfil mais padronizado. Por meio de roteiros preestabelecidos de questionários, o recrutador fará exatamente as mesmas perguntas para todos os candidatos que, por sua vez, responderão apenas com “sim” ou “não”. 

O objetivo do RH é ser imparcial, oferecendo exatamente as mesmas condições para todos os entrevistados. Dessa forma, consegue ter mais domínio da entrevista, com respostas diretas e objetivas. 

Por outro lado, por terem uma característica de roteiro fechado, entrevistas estruturadas impossibilitam o aprofundamento dos assuntos abordados, o que pode ser um problema dependendo da vaga a ser preenchida. 

Quais as principais características de uma entrevista semi estruturada?

Este tipo de entrevista é a mais indicada se o seu objetivo for coletar dados mais descritivos sobre o profissional. Então, apesar de estar geralmente associada à elaboração de um pré-roteiro, entrevistas semi estruturadas também podem acontecer de forma 100% espontânea, por meio de uma conversa mais “despretensiosa” com o candidato.  

Além disso, por ter esse perfil mais informal, costumam ser realizadas em ambientes que acompanham essa lógica, proporcionando um cenário mais amigável para o bate-papo. O tempo de conversa também não costuma ser delimitado, bem pelo contrário, inclusive. Quanto mais tempo de conversa com o candidato, maior serão as possibilidades de coleta de informações interessantes. 

Outras características da entrevista semi estruturadas são:

  • A possibilidade de o recrutador conduzir a entrevista conforme as questões forem surgindo, combinando perguntas de caráter mais fechado com perguntas mais subjetivas;
  • Possibilidade de utilizar outros recursos como ferramentas visuais ou auditivas, na busca por deixar o candidato mais confortável;

As vantagens da entrevista semi estruturada

Como comentamos, a entrevista semi estruturada possibilita que informações mais pessoais sejam obtidas a respeito de um candidato, vendo de forma subjetiva suas capacidades para preenchimento da vaga, seu perfil profissional e pessoal, além de seu alinhamento à cultura da empresa. Mas não são apenas esses os pontos positivos deste perfil de entrevista. Veja abaixo mais alguns deles!  

1. Flexibilidade

Entrevistas semi estruturadas proporcionam ao recrutador dar um toque da sua personalidade e espontaneidade na conversa com o candidato. Afinal, apesar de ter um roteiro pré-estipulado, com questões fundamentais sobre a vaga, o método também permite que novas dúvidas surjam a partir da conversa com o candidato. 

Dessa forma, o entrevistador tem total flexibilidade e autonomia para alterar ou acrescentar perguntas. Podendo, inclusive, estender a duração da conversa caso julgue necessário. 

2. Direcionamento 

Essa flexibilidade da entrevista semi estruturada também permite que o entrevistador mude o direcionamento da conversa quantas vezes julgar necessário. Dessa forma, informações interessantes podem ser obtidas a respeito do candidato, observando a forma com que ele lida com mudanças, novas situações inesperadas e questões mais complexas, que não podem ser respondidas apenas de forma afirmativa ou negativa. 

3. Conhecimento sobre os candidatos

Por ter um perfil de respostas mais qualitativo do que quantitativo, entrevistas semi estruturadas possibilitam um conhecimento maior dos candidatos em suas diversas facetas, analisando não somente seu perfil profissional como também o pessoal. Por dependerem única e exclusivamente da resposta do candidato para dar o “próximo passo”, o recrutador consegue obter informações que diferenciam cada profissional, adquirindo uma amostragem interessante do perfil dos candidatos. 

4. Respostas mais espontâneas 

Por não ter um roteiro definitivo e que precisa obrigatoriamente ser seguido, entrevistas semi estruturadas têm um perfil mais informal que acarretam em um ambiente de conversa mais descontraído, que, por sua vez, permite a coleta de respostas espontâneas. Além disso, por ter essas características, o formato possibilita um conhecimento aprofundado dos candidatos e, principalmente, sua forma de lidar com situações inesperadas (como perguntas direcionadas com base em uma resposta fornecida por eles mesmos).

Principais desvantagens da entrevista semi estruturada 

Como todo tipo de entrevista, assim como existem os pontos positivos, existem também algumas desvantagens do formato semi estruturado. O principal deles é que o RH depende de um profissional experiente e qualificado para esse tipo de entrevista. Afinal, é importante que o recrutador saiba exatamente o que fazer com as respostas obtidas para guiar a conversa de forma a obter as informações necessárias para preenchimento da vaga. 

Além disso, apesar de a conversa ter esse caráter informal, é fundamental que a imparcialidade seja o grande guia do recrutador. Dessa forma, o profissional precisa estar treinado para, de forma alguma, sugerir respostas de maneira inconsciente. 

Por fim, outro aspecto que pode ser visto como uma desvantagem da entrevista semi estruturada é o tempo para sua execução e análise. Além da conversa ter uma duração indeterminada, as respostas obtidas são muito subjetivas, demandando um tempo maior para sua análise. Tempo esse que é crucial para um setor de Recursos Humanos.  

Quando devo conduzir uma entrevista semi estruturada?

Como comentamos anteriormente, a escolha pela entrevista semi estruturada dependerá dos objetivos almejados com essa conversa. A vaga em questão é para ocupação de qual cargo? Quais serão as atribuições do funcionário? Ele lidará com situações difíceis de tomada de decisão? Que tipo de profissional a empresa precisa para o preenchimento dessa vaga? Quais são os pontos cruciais da cultura organizacional que devem estar contemplados no perfil do profissional? Essas são apenas algumas das perguntas que você deve fazer antes de optar pelo método de entrevista que adotará. 

Nossa recomendação é que você opte pela entrevista semi estruturada, sobretudo, em cargos que demandam uma flexibilidade e capacidade de adaptação do colaborador. Assim como em caso de vagas com muitos candidatos, para que seja possível realizar uma avaliação mais singular de cada profissional. 

Quais tipos de perguntas são usadas em uma entrevista semi estruturada?

Se, analisando a situação, você perceber que a entrevista semi estruturada é a melhor opção para conhecer os candidatos, é dado o momento de estruturar o pré-roteiro dessa conversa. Neste momento, é fundamental estar ciente de quais informações precisam ser obtidas, com base no cargo a ser ocupado, atuação, urgência para preenchimento da vaga, etc. 

Lembre-se também que você não pode, em momento algum, propor questionamentos que direcionam a resposta do candidato, a imparcialidade é essencial. Evite também perguntas que possam ser respondidas de forma muito direta, apenas com um simples “sim” ou “não”. E, por fim, lembre-se que novos questionamentos podem, e devem, surgir com base nas respostas do candidato. 

Dito isso, veja alguns exemplos de perguntas que podem constar no seu pré-roteiro: 

  • Por que você escolheu a sua profissão?
  • Quais são os seus objetivos a curto prazo?
  • Como você descobriu essa oportunidade? 
  • Como é sua relação com colegas de trabalho?
  • Qual é a sua experiência nesse tipo de cargo?
  • Qual foi o maior desafio que você enfrentou na carreira?
  • Como você lida com desafios no ambiente de trabalho?
  • Quais são seus pontos fortes e fracos para assumir tal posição?
  • O que você sabe sobre a empresa?
  • Por que você está se candidatando a um cargo nesta empresa?
  • Como você pode contribuir para a empresa?
  • Por que você se considera a pessoa certa para o cargo? 
  • Quais suas ambições para o futuro?

Agora que você já conhece a entrevista semi estruturada e a melhor forma de aplicá-la no processo de recrutamento, que tal ganhar mais tempo para se dedicar à sua implementação na empresa? Descubra o Unico People e seu papel na transformação digital da Gestão de Pessoas

Conheça o unico | people
thumb
Digitalize seu DP com assinatura eletrônica e admissão 100% digital
  •  iconeAdmita um funcionário em até 43 minutos
  • iconeAssine eletronicamente todos os documentos de RH
  • iconeGerencie todas as suas contratações em tempo real
  • iconeSuporte ao candidato 24 x 7 via chatbot
Conheça nossa solução
icone carta

Inscreva-se e fique por dentro das tendências da tendências do mundo do RH.

Artigos relacionados