• Sem categoria

DP Tech Summit: maior evento online e gratuito sobre Departamento Pessoal

Camila Silva
  • 9 de dezembro de 2020
  • 6 min de leitura

No primeiro dia do evento, a unico realizou painéis sobre transformação digital e carreira no Departamento Pessoal 

Nesta quarta-feira (09/12), a unico deu início ao maior evento online e gratuito da América Latina para profissionais do Departamento Pessoal, o DP Tech Summit, que se estenderá até a próxima sexta feira (11/12). A ideia é reunir especialistas de Departamento Pessoal para mostrar como esta área pode ser mais TECH (Transparente, Eficiente, Completa e Humana) de uma forma inteiramente digital.

O painel de abertura, Seja protagonista da transformação digital da sua área, contou com a mediação de Jessica Martins, co-founder da plataforma RH prime, com a participação de Diego Martins, CEO e fundador da unico, e Marcelo Nóbrega, TOP Voice de RH no LinkedIn e Conselheiro na Vee Benefícios. 

Os especialistas falaram sobre a importância do Departamento Pessoal se reinventar por meios das novas tecnologias.

Já o segundo painel do dia, Entenda como planejar a sua carreira em Departamento Pessoal, além de contar com a participação de Jessica, também apresentou Sofia Esteves, presidente do conselho do Grupo Cia de Talentos.

Jessica e Sofia trataram de aspectos relacionados à inovação desse departamento – inovação esta que deve começar na mente dos próprios profissionais de RH, que precisam estar em aprendizagem constante.

Transformação digital 

A transformação digital é uma necessidade que surge diante de contextos impulsionados por mudanças sociais e tecnológicas, que obrigam as empresas a se reorganizar para atender às necessidades de uma sociedade cada vez mais conectada. Nesse sentido, a busca pela transformação digital representa um grande diferencial de organizações que decidem evoluir e inovar por meio da tecnologia.

O movimento de mudança estrutural nas empresas revela que a transformação digital se faz cada vez mais urgente. Em busca de maior vantagem competitiva no mercado, os líderes corporativos devem implementar novos modelos de negócio, com foco em processos mais simples, rápidos e eficientes. E, como um dos departamentos mais estratégicos dentro de qualquer empresa, o Departamento Pessoal não pode ficar de fora desse movimento. 

No painel de abertura do DP Tech Summit, o CEO e fundador da unico, Diego Martins, e o TOP Voice de RH no LinkedIn e Conselheiro na Vee Benefícios, Marcelo Nóbrega, falaram sobre a importância da transformação digital no Departamento Pessoal. Sobre a sua percepção quanto ao desenvolvimento do Departamento Pessoal até o momento, Martins fala sobre a primeira transformação digital que viu nesse meio: “a primeira coisa que eu vi acontecendo no DP foi a criação de contas bancárias”, revela.

Na época, o então CEO da unico trabalhava como office boy em uma empresa terceirizada e levava o salário de vários funcionários no bolso. Com a popularização das contas bancárias, uma das primeiras transformações digitais no Departamento Pessoal, Martins perdeu o emprego e buscou uma nova oportunidade, na mesma área, em outra empresa. Contudo, mais tarde, o empreendedor também perdeu o emprego pelo mesmo motivo: estavam digitalizando a atividade desenvolvida por ele na empresa.

Martins conta que, ao perceber a ascensão de mecanismos eletrônicos, decidiu criar uma plataforma, a unico, para ajudar as empresas a digitalizar documentos. Mais tarde, no entanto, o CEO da unico descobriu que, em breve, os documentos já “nasceriam” de forma digital e decidiu reinventar os serviços da unico. Assim, o unico I people, um software de admissão digital com diversas funcionalidades, como assinatura eletrônica, foi idealizado para simplificar a contratação de novos funcionários. 

“Eu sempre participei de transformações no DP, o que me ajudou a empreender e levar a empresa (unico) ao lugar que estamos hoje”, conta Martins. “Hoje, a gente já atende boas partes das empresas do país, então sou super feliz por ter tido muito azar na minha jornada.”

Sobre o movimento de transformação digital, Jessica afirma que “agora é preciso ocupar um novo lugar em relação às mudanças tecnológicas e colocar o Departamento Pessoal como protagonista em meio ao cenário atual”. Nóbrega complementa essa fala ao afirmar que o Departamento Pessoal pode agregar valor por meio das novas tecnologias. “O Departamento Pessoal é a área que tem contato diário com a empresa inteira, então tem bastante oportunidade de trabalhar a experiência do funcionário”, conta.

Mentalidade para tecnologia

Embora reconheça a importância das novas tecnologias no processo de transformação do Departamento Pessoal, Jessica afirma que os profissionais da área não dependem apenas de tecnologia, mas de mindset. “A gente precisa abrir a cabeça para entender em quais novos lugares a gente pode se encaixar e se tornar mais estratégico”, pontua. 

Quanto ao mindset dos profissionais, Martins compara o movimento de transformação digital no Departamento Pessoal ao contexto atual de pandemia. “A cura está no veneno, então a vacina que a gente tanto espera vem do vírus que causa a doença. Da mesma forma, muitas vezes, a solução surge por meio dos problemas dos próprios profissionais”, compara.

Jessica também enfatiza que as mudanças inevitáveis, o que leva os profissionais de Departamento Pessoal a contexto que exige, além de mindset, novas habilidades acompanhadas de adaptabilidade e flexibilidade. Para a mediadora, “nesse contexto, os profissionais encontram uma grande necessidade de se autodesenvolver”.

Por fim, Nóbrega afirma que as competências os profissionais de Departamento Pessoal devem ter curiosidade para testar coisas novas e capacidade para tomar riscos. Além de adaptabilidade e versatilidade para usar recursos próprios em momentos inéditos, como diante de mudanças sociais e tecnológicas cada vez mais frequentes.

Carreira em Departamento Pessoal

Já no segundo painel do dia, que também foi mediado por Jessica Martins, Sofia Esteves, presidente do conselho do Grupo Cia de Talentos, falou sobre como planejar a carreira em Departamento Pessoal. De acordo com Jessica, ao contrário do que muitos profissionais da área pensam, o Departamento Pessoal tem muito espaço para estratégia e inovação.

Com isso em mente, Sofia afirma que todas as áreas podem inovar, basta contar com uma equipe que tenha um repertório amplo e capacidade de criar novas formas de fazer negócio. Isso significa que a inovação tem muito a ver com os profissionais de cada área e a forma como cada um deles enxerga as oportunidades por meio do mindset

Em outras palavras, a inovação do Departamento Pessoal precisa partir dos próprios profissionais, que devem trabalhar com o que Sofia chama de mindset aberto. “Trabalhar com o mindset aberto é estar disposto a olhar para os lados, ouvir a necessidade dos outros e ter empatia, ou seja, entender a necessidade do outro, mesmo sem estar na pele do outro, para construir com ele uma solução”, explica. 

Para Sofia, essas devem ser as características do Departamento Pessoal, que trabalha para servir à corporação e aos clientes internos. Com essas características, os profissionais vão ter capacidade de abrir a mente para ouvir as necessidades do mercado, analisar as tendências e fazer as mudanças necessárias. “Essa abertura por parte dos profissionais tem muito a ver com criatividade e inovação”, conta. “Se nós queremos crescer na nossa carreira e no nosso departamento, parte de nós.”

No cenário atual, não é possível apoiar-se apenas em uma graduação. “Foi-se o tempo em que a gente fazia uma graduação que servia para tudo. O que existe é o aprendizado contínuo, a capacidade de aprender e reaprender sempre, desaprender para aprender novas coisas”, afirma. “Isso é fundamental para os profissionais terem mindset aberto.” 

Seguindo essa linha, Jessica afirma que o DP Tech Summit “nasceu com o propósito de mostrar para os profissionais de Departamento Pessoal que eles podem olhar para os lados e não precisam seguir os mesmos ensinamentos de sempre”, justifica. “Nosso convite é que você consiga desconstruir o que foi construído.”

Aprimoramento contínuo de habilidades

A fim de ajudar na evolução de cada profissional, Sofia afirma que alguns aspectos devem ser aprimorados, como a inteligência emocional, que é fundamental para fazer o indivíduo entender como lidar com as próprias emoções de maneira positiva. “Quando você não tem inteligência emocional para com o outro, você está agindo contra si mesmo”, enfatiza.

Além disso, a presidente do conselho do Grupo Cia de Talentos afirma que a capacidade de lidar com rejeições também é fundamental na carreira dentro do Departamento Pessoal. Em ambientes em que os líderes corporativos não são tão abertos a mudanças, Sofia aconselha os profissionais a buscar estratégias para sensibilizar o outro e refletir se o momento em questão é realmente o melhor momento para mudanças.  

Enfim, Sofia expõe a importância das relações humanas dentro do Departamento Pessoal. Ao contrário do que algumas pessoas pensam, para Sofia, a tecnologia não vai tirar a humanização das relações, e sim, aumentar a oportunidade de cada pessoa desenvolver esta competência. “O mundo não tem mais espaço para a gente não estar humanizado. Se a gente quer crescer e se realizar profissionalmente, o caminho é o da humildade”, pontua.

Próximos temas

Na próxima quinta-feira (10/12), a partir das 9h, o DP Tech Summit vai apresentar Samanta Oliveira, DPO da unico, para falar sobre os impactos da LGPD (Lei Geral de Proteção de Dados) na rotina do Departamento Pessoal. Mais tarde, às 11h20, Marina Souza, da Veirano Advogados, vai explicar os reflexos da pandemia no E-social.

Já na próxima sexta-feira (11/12), às 9h, o DP Tech Summit vai apresentar Rodrigo Froes, gerente de Serviços de RH da Ri Happy, e Rogério Sierra, diretor de Capital Humano da Haganá, em uma conversa com Katherine Papadopoulos, da unico, sobre empresas que reinventaram práticas de Departamento Pessoal em cenários diferentes.

Para fechar o evento, às 11h30, o painel People Analytics: um mindset ou uma nova função para o profissional de DP?  vai apresentar Luana Santos, gerente de Operações de RH e People Analytics da Dasa, e Thiago Buselato, gerente de People Analytics da Zup.

Sobre a unico

A unico desenvolve soluções inovadoras para a criação e proteção da identidade digital dos brasileiros. São elas: assinatura eletrônica, admissão 100% digital e uma solução de reconhecimento facial. Como primeira IDTech brasileira a simplificar e acelerar o processo de identificação digital entre pessoas e empresas, a unico está presente em diversos setores do mercado.

Para saber mais sobre soluções que a unico oferece para o Departamento Pessoal basta clicar aqui.

Artigos relacionados