Por categoria:

  • Departamento Pessoal
  • Legislação para o RH
  • Recursos Humanos

DP e RH: qual a diferença entre esses dois setores?

Camila Silva
  • 12 de maio de 2021
  • 5 min de leitura
infopeople

Apesar de algumas pessoas confundirem, principalmente se estiverem fora do contexto de gestão de pessoas, há diferenças entre DP e RH que devem ser esclarecidas. Ambos são importantes para a empresa – afinal, atividades relacionadas a cada um deles contribuem para a motivação de colaboradores, para o alinhamento entre a execução das demandas e a legislação trabalhista, além de as duas áreas terem insumos para reduzir os custos da organização, tanto operacionais quanto estratégicos.

Pensando nisso, elaboramos este material para que você entenda a diferença entre DP e RH, o que faz cada um desses setores, qual é a importância que eles exercem na realidade organizacional, entre outros pontos importantes. Continue a leitura e saiba mais!

Quais são as diferenças entre RH e DP?

Principais funções do RH Principais funções do DP
Onboarding de novos funcionáriosConferência da documentação na admissão de novos colaboradores
Organização do plano de carreiras e saláriosElaboração da folha de pagamento, cuidando de salários, impostos e encargos
Avaliação do desempenho dos colaboradoresControle de ponto
Análise do Clima OrganizacionalGestão de benefícios, como vale-alimentação e vale-transporte
Avaliação do bem-estar na organização, atentando ao absenteísmo e turnoverControle de férias, licença maternidade e demais direitos trabalhistas
Treinamento e desenvolvimento de colaboradoresAcompanhamento das rescisões de contratos

A tabela acima resume as principais funções do DP e RH, evidenciando as diferenças entre cada setor. Agora que você já tem uma noção geral dessas duas áreas, vamos entrar em detalhes nas funções de cada uma.

Quais são as funções do Recursos Humanos (RH)?

O setor de Recursos Humanos, popularmente conhecido como setor de RH, contribui para que haja uma relação sadia entre colaboradores e empresas. São esses profissionais que estarão atentos ao clima organizacional (percepção das pessoas da empresa em relação às políticas, práticas e processos), entenderão o nível de engajamento de cada área, além de traçar ações que tragam melhorias para a gestão de desempenho – e consequentemente melhoria para o desempenho da empresa.

Confira uma explicação breve sobre a sua atuação!

Qualidade de vida e bem-estar

Esses profissionais estarão atentos às políticas de qualidade de vida e bem-estar da empresa, bem como analisarão as taxas de absenteísmo e turnover. Caso estejam altas, é um sinal de que a empresa está com alguns gargalos que devem ser solucionados. Além de perder capital humano das organizações, também perde diferencial competitivo, pois os talentos da empresa tendem a esvair para a concorrência.

Treinamento e desenvolvimento

O time de Recursos Humanos se preocupa, ainda, com o treinamento e desenvolvimento das pessoas de um time. Afinal, essa é uma das principais medidas que levam à retenção de colaboradores – além de a capacitação contribuir para que profissionais possam buscar continuamente por inovação em seus cargos.

Clima organizacional

Conforme vimos, o clima organizacional é a percepção que as pessoas têm em relação às políticas, práticas e processos de uma empresa. Para que haja um entendimento sobre ele e trace estratégias de melhorias nesse sentido, existe a necessidade de aplicar a Pesquisa de Clima, que trará o diagnóstico de sua organização em diferentes áreas.

Dessa forma, há a possibilidade de verificar, por exemplo, porque determinado time está insatisfeito com um ponto X e estudar maneiras para resolver esse ponto em específico. Além disso, é uma maneira de identificar se as pessoas da equipe estão satisfeitas com políticas de benefícios, com suas lideranças, entre outros aspectos importantes da gestão.

Onboarding de novos colaboradores

Sempre que novas pessoas entram na empresa, é importante que elas sejam integradas ao time por meio do onboarding. Nesse sentido, além de ele se encaixar com a cultura organizacional do negócio, vai entender sobre os seus valores, o funcionamento de diferentes áreas, além de estar por dentro sobre o produto ou serviço oferecido pela organização – e esse também é um papel da área de Recursos Humanos.

Plano de cargos e salários

Cada área deve contar com um plano de cargos e salários distinto, com base nas especificidades da equipe e das necessidades dos colaboradores. O departamento de RH vai definir, nesse sentido, quais são os cargos da empresa, quais são os níveis de senioridades, as responsabilidades de cada setor, além de traçar o perfil de cada vaga (o que facilitaria até mesmo o processo de recrutamento e seleção).

Avaliação de desempenho

A avaliação de desempenho é o ápice de um ciclo bem estruturado de gestão de desempenho. Nela, lideranças e Recursos Humanos identificarão quem são os top performers, quais são as pessoas que podem ser promovidas e quais são aqueles que requerem atenção.

Quando é finalizada, chegou o momento de dar a devolutiva desse processo. Nesse sentido, oferece aos profissionais feedbacks para que eles possam se aperfeiçoar em pontos observados. Se o problema persistir em mais de um ciclo, trará insumos para facilitar um processo de desligamento, por exemplo.

Confira também: Recursos Humanos – mudanças e tendências da área

Quais são as funções do Departamento Pessoal (DP)?

Conforme vimos, tudo o que está relacionado aos Recursos Humanos cuidam de um lado mais pessoal dos profissionais. Capacitação, desenvolvimento e engajamento dele com a empresa. Já o Departamento Pessoal cuida das questões burocráticas. Esses profissionais têm pleno entendimento sobre a legislação trabalhista, compreende sobre os documentos que devem estar relacionados a um colaborador, além de cumprirem que todos os processos sejam efetuados dentro do prazo pré-estabelecido com todo o time da organização.

Exemplo: analistas de Departamento Pessoal estão completamente por dentro da etapa de admissão e desligamento de profissionais. São eles que recebem a documentação, que checam se está tudo ok e dão prosseguimento com a assinatura do contrato.

Entre as atividades relacionadas a esse time, desde que o colaborador entra na empresa até o desligamento, destacamos as seguintes.

Conferência da documentação na admissão de profissionais

Sempre que uma pessoa for contratada, é preciso que seja feita a conferência de toda a sua documentação. Carteira de trabalho, registro de identidade, CPF e até mesmo a conferência de diploma, em casos específicos.

Também é necessário coletar título de eleitor para maiores de 18 anos, cópia do comprovante de residência, PIS / PASEP, cópia de comprovante de escolaridade (principalmente para casos de estágio e jovem aprendiz).

Salários

É o time de Departamento Pessoal que também é responsável pelo pagamento do salário na data pré-estabelecida pela empresa. Ele será responsável por coletar a conta das pessoas da empresa, verificar se existe alguma irregularidade com o pagamento e resolver possíveis gargalos que surjam nesse processo.

Controle de ponto

Empresas que tenham mais de 10 colaboradores precisam, obrigatoriamente, realizar o registro de ponto de seus colaboradores. Esse sistema está diretamente ligado ao pagamento de colaboradores, uma vez que, quando a pessoa tem uma falta injustificada, a organização tem o direito de descontar 2 dias na remuneração (de acordo com a CLT, o Descanso Semanal Remunerado também pode ser cortado nesses casos).

Além disso, a equipe de DP também está atenta a cargos de confiança, pois há exceções para esse controle.

Controle de férias

O time de Departamento Pessoal também realiza o Controle de Férias dos colaboradores, levando sempre em consideração a legislação trabalhista. De acordo com a CLT, por exemplo, a pessoa tem direito a tirar 30 dias a cada um ano trabalhado. Esses dias devem ser retirados, obrigatoriamente, nos próximos 12 meses – sendo o DP responsável por gerenciar essa organização.

Gestão de benefícios

Sejam quais forem os benefícios concedidos pela sua empresa (obrigatórios ou não), é o DP que realiza esse controle e faz os pagamentos. Entre as atividades de uma gestão de benefícios, destacamos especialmente:

  • criação de uma Política de Benefícios e acompanhamento das regras pré-estabelecidas;
  • contratação de fornecedores e controle desses acordos;
  • realizar as recargas mensais dos benefícios oferecidos;
  • fazer rotinas operacionais (reembolsos de viagens, por exemplo);
  • acompanhar de perto a política de benefícios e atualizá-la sempre que necessário; entre outros.

Outros pontos de atenção do DP

Além de todos esses pontos apresentados, o Departamento Pessoal também tem como controle os seguintes tópicos:

  • registro dos contratos das pessoas de um time e entendimento se os documentos estão todos disponíveis da forma correta;
  • acompanhamento das rescisões (documentação, pagamentos etc.);
  • licença maternidade;
  • FGTS;
  • INSS.

Neste conteúdo, você pôde entender qual é a diferença entre DP e RH. Independentemente de qual dos dois seja a sua área, é essencial que busque continuamente por novas tecnologias que facilitem o processo e possibilitem às equipes focarem em funções mais estratégicas da rotina, seja qual for a demanda. Dessa forma, além de contribuir para garantir a motivação das pessoas, reduzirá riscos, retrabalho e, consequentemente, os custos envolvidos na área.

O DP, por exemplo, principalmente em um contexto de trabalho remoto, precisa recorrer a alternativas para a admissão de colaboradores. E a admissão digital é um desses pontos. Se você deseja conhecer mais sobre o tema, entre em contato com a unico, converse com nossos profissionais e tire suas dúvidas!

Conheça o unico | people
thumb
Digitalize seu DP com assinatura eletrônica e admissão 100% digital
  •  iconeAdmita um funcionário em até 43 minutos
  • iconeAssine eletronicamente todos os documentos de RH
  • iconeGerencie todas as suas contratações em tempo real
  • iconeSuporte ao candidato 24 x 7 via chatbot
Conheça nossa solução
icone carta

Inscreva-se e fique por dentro das tendências da tendências do mundo do RH.

Artigos relacionados