Por categoria:

  • Diversidade

Diversidade nas organizações: o papel do RH na inclusão de colaboradores

Camila Silva
  • 27 de julho de 2021
  • 5 min de leitura
infopeople

Investir em diversidade nas organizações tem sido uma das prioridades de grande parte das empresas. Mais do que um diferencial competitivo em relação aos concorrentes, essa prática tem trazido um importante reflexo para a credibilidade no mercado e para a inovação das equipes. Por essa razão, é importante entender qual é o atual cenário de seu negócio e quais são as prioridades identificadas pelos seus times.

Neste material, a gente traz algumas pesquisas que comprovam a necessidade de investir em diversidade nas empresas, explica sobre a importância que ela tem para o desenvolvimento de colaboradores, além de trazer dicas para que ela seja aplicada no dia a dia de seu negócio. Continue a leitura e saiba mais!

Dados sobre diversidade nas empresas

Primeiro, vamos conferir alguns dados que comprovam a importância da diversidade nas empresas. Inicialmente, precisamos entender que esse é um tema de bastante relevância para trazer discussões em seu negócio. De acordo com a pesquisa “A Diversidade e Inclusão nas Organizações no Brasil”, divulgada em 2019 pela Associação Brasileira de Comunicação Empresarial (Aberje), ainda há recorrência de posturas preconceituosas na realidade dos profissionais.

Participaram 269 pessoas. Dessas, o estudo teve relatos de diferentes tipos de discriminações, seja pela identidade ou expressão de gênero (40% delas), seja pela idade (35% delas) ou por conta da cor ou etnia (30% delas).

O levantamento teve algumas outras considerações interessantes. Nele, houve relatos de discriminação que envolvem outros tópicos não comumente abordados em discussões de diversidade, como altura e peso. Cerca de 24% dos participantes deram relatos de que já tiveram atitudes preconceituosas por parte de seus colegas.

Pontos positivos

Apesar de esses números trazem um panorama não tão favorável para o mercado, o mesmo levantamento trouxe alguns pontos positivos. Nele, constatou-se que 63% das grandes empresas investem em programas de diversidade e inclusão. Além disso, 57% das pessoas afirmaram que essas iniciativas vêm sendo ampliadas nos últimos anos, com eventos e políticas externas e internas.

Entre as áreas mais atendidas por parte dos programas de diversidade, destacam-se:

  • pessoas com deficiência — 96%;
  • identidade de gênero — 83%;
  • cor e etnia — 78%;
  • orientação sexual — 74%.

Qual a importância de investir em diversidade nas organizações?

Agora que você já conferiu alguns dados importantes sobre o tema, traremos alguns tópicos que reforçam a importância da diversidade nas empresas. Confira!

Aumento da criatividade organizacional

Primeiro, devemos destacar o aumento da criatividade organizacional. Se a sua empresa aposta em um espaço diverso, consequentemente as pessoas não terão receio de se expressar e trazerem seus pontos de vista sobre os mais variados assuntos. Dessa forma, independentemente de qual seja o objetivo, novas ideias surgirão e o debate será fluido, de modo que encontre as melhores soluções para o negócio e para as demandas em questão.

Assim, vai trazer mais originalidade para os projetos e a performance tende a melhorar. Nesse sentido, podemos fazer um comparativo lógico: quanto mais diversas são as equipes, mais ideias são apresentadas, melhores debates surgem e maior será a chance de a empresa atingir as metas pré-estabelecidas e garantir uma boa posição perante o mercado.

Inovação

Esse tópico está diretamente ligado ao anterior. Afinal, quanto mais criativas são as ideias, mais chances têm de serem inovadoras. Entre os ganhos de se tornar uma empresa inovadora, destacamos:

  • fortalecimento do time, uma vez que as ideias surgirão para proporcionar melhorias nas demandas e contribuem para a integração das equipes como um todo;
  • aumenta a qualidade das entregas;
  • traz uma percepção mais positiva para os clientes, que identificam que a empresa está em constante evolução;
  • fideliza o seu público;
  • reduz custos, especialmente no que diz respeito à atração de novos clientes;
  • proporciona a criação de novos produtos.

Redução de conflitos

Se uma empresa precisa administrar conflitos, certamente ela perde oportunidades no mercado. Afinal, enquanto as pessoas poderiam destinar esforços para serem mais estratégicas e alcançarem resultados mais positivos, elas estão traçando ações para reduzir ruídos e tentar estabelecer um clima organizacional mais positivo.

Quando há investimento em diversidade, normalmente há uma política saudável para respeitar as diferenças. Dessa forma, quando há opiniões divergentes, dificilmente as pessoas acatarão aquele momento como uma questão pessoal — mas, sim, como um debate e discussões de novas ideias.

Melhora da imagem da empresa

Se há um clima positivo na empresa, consequentemente há melhorias para a imagem do negócio. Além disso, tem se destacado significativamente as organizações que investem em diversidade, uma vez que esse tem sido um ponto avaliado pelos clientes no momento de escolher um fornecedor.

Bom clima organizacional

Clima organizacional é a percepção de colaboradores e colaboradoras em relação às políticas, práticas e processos de um negócio. Se a percepção que eles têm sobre o seu negócio é positiva, naturalmente o clima organizacional também será.

Se a cultura organizacional da empresa é sólida e a diversidade é enxergada como algo prioritário nas organizações, certamente o ambiente será de respeito e de cooperação. Sendo assim, vai haver mais respeito entre as pessoas, além de a prática de feedback se tornar mais constante entre as equipes.

Menor rotatividade

Se há um bom clima organizacional, naturalmente há menor rotatividade entre a equipe. Esse ganho reflete até mesmo na saúde financeira do negócio. Pense com a gente: quando há um pedido de desligamento por parte do colaborador, há alguns gastos que devem ser considerados em relação a questões burocráticas. Se há uma redução de turnover, naturalmente esses gastos deixam de existir.

Além disso, precisamos levar em conta que a contratação de novas pessoas demanda tempo da equipe de RH, e a pessoa contratada precisará de um período de adaptação até que realize as entregas com a mesma qualidade que os demais membros.

Como investir em diversidade nas organizações?

A seguir, trouxemos algumas dicas para quem deseja investir em diversidade nas organizações. Confira!

Entenda o atual cenário da empresa

Primeiro, é preciso entender como está a sua empresa no que diz respeito à diversidade e inclusão. Para isso, indicamos que o negócio aplique uma espécie de “senso”. Ou seja, entender qual é o percentual de homens e mulheres em seu quadro de colaboradores, quantas pessoas que se autoclassificam como negras e pardas, qual é o percentual de LGBTs, entre outras estatísticas importantes.

Dessa forma, a sua equipe terá um diagnóstico sobre os gargalos existentes na sua atual situação. Será que há mais contratação de homens que mulheres? Quantas mulheres estão presentes nos cargos de liderança? Assim, há a possibilidade de os planos de ação serem direcionados para as necessidades identificadas.

Reformule o processo seletivo

O processo seletivo deve ser reformulado com base no diagnóstico feito. Porém, um ponto importante: esse é um momento que vai contribuir para além de apenas trazer pessoas diversas para a sua equipe. Por essa razão, formule perguntas para entender o quanto aquele candidato se preocupa com diversidade, quais foram as ações já realizadas por ele em outras organizações, entre outros pontos.

Consequentemente, você vai garantir que a sua empresa tenha pessoas que realmente se preocupam com essa questão, aumentando as possibilidades de alcançar os ganhos apresentados anteriormente.

Forneça treinamentos

Existe uma diferença entre diversidade e inclusão. Enquanto a diversidade é a possibilidade de trazer pessoas diversas para o negócio, a inclusão oferece as mesmas oportunidades para esses profissionais. Além disso, as pessoas de sua organização devem agir a todo momento com respeito, de modo que as identidades de gênero sejam levadas em conta em diferentes contextos, bem como os pronomes de tratamento.

Também indicamos realizar treinamentos para todo o time sobre os mais variados assuntos. Os próprios colaboradores podem ministrá-los, de acordo com as suas vivências. Exemplo: uma pessoa LGBT conta um pouco mais sobre a sua narrativa, quais foram os desafios e como as empresas precisam se adaptar para trazer melhorias.

Neste conteúdo, você pôde entender sobre diversidade nas organizações, as vantagens de investir e dicas para implementar. O ideal é que a equipe conte com um bom planejamento, além de analisar constantemente quais foram os resultados gerados até então — de modo que aperfeiçoe a área constantemente.

Se você gostou deste material e deseja saber outras formas de reduzir a rotatividade nas equipes, continue no blog e confira outro conteúdo produzido por nós!

Conheça o unico | people
thumb
Digitalize seu DP com assinatura eletrônica e admissão 100% digital
  •  iconeAdmita um funcionário em até 43 minutos
  • iconeAssine eletronicamente todos os documentos de RH
  • iconeGerencie todas as suas contratações em tempo real
  • iconeSuporte ao candidato 24 x 7 via chatbot
Conheça nossa solução
icone carta

Inscreva-se e fique por dentro das tendências da tendências do mundo do RH.

Artigos relacionados