Por categoria:

  • Departamento Pessoal
  • Indústria
  • Notícias
  • Saúde
  • Tecnologia
  • Varejo

Como criar uma boa política de benefícios aos colaboradores 

Letícia Beilfuss
  • 24 de novembro de 2022
  • 5 min de leitura
infopeople

Um bom salário é essencial, mas não é a única forma de conquistar o interesse de candidatos e de reter colaboradores dentro das organizações. A associação de tópicos previstos em lei com uma política de benefícios eficiente tem sido a forma encontrada pelas empresas para manter funcionários comprometidos, satisfeitos e felizes, diminuindo o indesejado turnover.

Criar uma boa política de benefícios para os colaboradores requer conhecimento da legislação e de talentos que a empresa possui. Leia este post e saiba como oferecer bons motivos para que os colaboradores continuem satisfeitos com sua empresa:

Qual a importância de criar uma política de benefícios?

A importância de criar uma boa política de benefícios é valorizar o colaborador diretamente e indiretamente mostrar a força de uma empresa no mercado de trabalho.

Vale lembrar que quando o funcionário se sente valorizado ele se torna um motor de resultados positivos de curto, médio e longo prazo. 

Uma política de benefícios causa a diminuição de alguns fatores negativos como o absenteísmo, a falta de atrativos da empresa e os níveis de insatisfação dos colaboradores.

Entre os fatores positivos que uma política de benefícios eficaz traz para uma empresa estão:

  • Engajamento: Uma efetiva política de benefícios vai fazer com que o colaborador se empenhe mais em buscar inovação para os seus projetos;
  • Melhoria do clima organizacional: A percepção positiva dos colaboradores em relação às estratégias adotadas na política de benefícios, cria um clima agradável que contribui para a retenção de talentos;
  • Produtividade: A produtividade é consequência da política de benefícios, do engajamento e do clima positivo de trabalho. Todos estes fatores diminuem a rotatividade de funcionários da empresa, impactando positivamente a produção. 

Como definir a sua política de benefícios com efetividade?

Cada organização possui características particulares e atrai perfis diferentes de pessoas. Essas particularidades precisam ser analisadas antes de implementar a política de benefícios que requer alguns outros cuidados para gerar bons resultados.

Conheça seus colaboradores

Uma pesquisa simples pode detectar os principais interesses dos trabalhadores, que devem ser combinados com as necessidades da empresa.

Crie o pacote de benefícios 

Essa parte envolve pesquisas com fornecedores dos serviços e definição de valores a serem investidos – sim, investimento, uma vez que o retorno virá na forma de satisfação e maior produtividade do colaborador.

Divulgue as vantagens e acompanhe a utilização 

Quando estiver tudo definido, divulgue adequadamente, inclusive informando o funcionamento, prazos, etc. Acompanhar a utilização das vantagens é essencial para o aperfeiçoamento do programa.

Quais os tipos de benefícios?

Primeiramente, é importante salientar que a política de benefícios varia entre as empresas, isto acontece porque as organizações possuem objetivos diferentes e as possibilidades de oferecer vantagens também mudam.

No entanto, existem benefícios obrigatórios e regulamentados por lei e  benefícios opcionais que são criados pelas empresas para atrair e reter talentos. 

Benefícios obrigatórios

Estes benefícios são obrigatórios pela legislação trabalhista e pelos sindicatos. São conhecidos também como benefícios compulsórios e uma empresa não pode deixar de oferecer. Os principais dele são:

Vale transporte

A regra básica para o vale transporte é que nenhum colaborador pode gastar mais de 6% de seu salário com o transporte entre a residência e o trabalho.

Para dar um exemplo, se o salário base for de R $1.000,00 e o funcionários gasta R $100,00 em transporte, a empresa terá que contribuir com R$40,00 para totalizar o valor.

Férias remuneradas

Depois de completar um ano de trabalho, o colaborador tem direito a um repouso de 30 dias. Antes de sair de férias ele recebe o salário adiantado referente ao mês de férias e mais 30%. 

Vale lembrar que depois da Reforma Trabalhista de 2017 as férias podem ser parceladas em até 3 períodos

Décimo Terceiro Salário

Trata-se do salário extra que é pago anualmente, sendo proporcional ao tempo de empresa no ano correspondente ao pagamento. Este benefício é obrigatório desde 1960 (lei nº4.090). Sobre este benefício é importante lembrar que cada mês de trabalho equivale a 1/12 avos do décimo salário.

Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS)

O fundo de garantia do tempo de serviço é depositado mensalmente,  ele equivale ao valor de 8% do salário do empregado e 2% para jovens aprendizes. A quantia é depositada em uma conta vinculada ao funcionário.

Adicional Noturno

Este adicional refere-se ao trabalho realizado entre 22h e 05h da manhã do dia posterior.

Licença maternidade ou paternidade

A licença maternidade ou paternidade corresponde a 4 meses para mulheres e 5 dias para os homens. Ela é obrigatória para pais adotivos e biológicos.

No entanto, é preciso atenção aos acordos coletivos ou convenções de sindicatos que podem estabelecer algumas vantagens, que variam de segmento para segmento, e que são consideradas obrigatórias. 

Uma empresa que deve pagar auxílio creche, por exemplo, e não repassa esse valor aos colaboradores terá problemas para efetuar a homologação – além de poder ser processada na justiça do trabalho.

Benefícios facultativos

Estes benefícios são utilizados pelas empresas para atrair e reter talentos e são também chamados de benefícios espontâneos.

Alguns benefícios não são obrigatórios, mas são essenciais para alguns colaboradores, como, por exemplo, o plano médico e odontológico, o vale-alimentação e outros.

A presença destes benefícios pode ser um fator decisivo para o colaborador diante de 2 ofertas de trabalho. 

Além desses benefícios existem outros que incentivam os colaboradorese os valorizam:

Flexibilidade no trabalho

Quando o funcionário possui uma agenda flexível entre home office e trabalho presencial ele garante maior equilíbrio entre a vida pessoal e profissional. Neste sentido, ele ficará mais engajado e motivado.

Vale lembrar que a flexibilidade e adaptabilidade é um dos pontos altos do momento atual por conta do momento pós-pandêmico. Este cenário exige das empresas e dos profissionais períodos de adaptabilidade diante da modificação de processos de trabalho.

Premiações 

Oferecer viagens ou um dia de folga para estar com a família é uma forma de premiar metas atingidas e valorizar o funcionário.

Auxílio para estudo 

Nem sempre o bolso acompanha a necessidade de atualização sentida por todo profissional. Oferecer auxílio para cursos de aperfeiçoamento profissional é uma forma de garantir satisfação.

Flexibilidade dos benefícios

Atualmente a empresa pode oferecer uma flexibilidade nos benefícios. Portanto, ela pode oferecer uma quantia em que o funcionário vai decidir quanto será destinado à alimentação e quanto à transporte ou para outras necessidades. Ou seja, os benefícios flexíveis entregam autonomia ao profissional para montar seu próprio pacote.

Conclusão

Implementar uma boa política de benefícios é uma das atribuições do RH. Portanto, este departamento precisa estar empenhado em produzir efeitos positivos no crescimento da organização por meio da gestão de benefícios.

Neste sentido, o time de recursos humanos lidera as ações que vão fornecer vantagens e atrativos aos funcionários e novos talentos.

Vale lembrar, que esta gestão do RH precisa ser minuciosa focando em especial para os benefícios que são obrigatórios por lei, para evitar multas e processos trabalhistas no futuro.

Além disso, para otimizar o trabalho do RH e torná-lo mais estratégico para a empresa é preciso estar alinhado com as novas propostas tecnológicas.

Neste sentido, o Unico People automatiza os processos relacionados aos benefícios, cadastrando os que são oferecidos pela empresa. 

Desta forma o candidato a uma vaga pode visualizar e decidir sobre as opções disponibilizadas.

É importante salientar que além das ações de automação relacionadas aos benefícios, o Unico People disponibiliza suas inúmeras funcionalidades exatamente para o apoio tecnológico ao profissional de Recursos Humanos na busca cada vez maior na otimização e praticidade de seu trabalho.Ou seja, o RH passa a contar com ferramentas digitais como o processo de assinatura eletrônica, para agilizar processos burocráticos. Assim, pode se preocupar com questões mais importantes e estratégicas para a empresa como pesquisas e análises entre os colaboradores em prol de melhorias na carteira de benefícios. Saiba mais sobre o conceito de RH estratégico!

Conheça o unico | people
thumb
Digitalize seu DP com assinatura eletrônica e admissão 100% digital
  •  iconeAdmita um funcionário em até 43 minutos
  • iconeAssine eletronicamente todos os documentos de RH
  • iconeGerencie todas as suas contratações em tempo real
  • iconeSuporte ao candidato 24 x 7 via chatbot
Conheça nossa solução
icone carta

Inscreva-se e fique por dentro das tendências da tendências do mundo do RH.

Artigos relacionados