Por categoria:

  • Bancos
  • Financeira
  • Transformação Digital

Mesa de crédito: o que é e como afeta a concessão de crédito

Avatar
Camila Silva
  • 5 de novembro de 2021
  • 5 min de leitura
infocheck

Em uma instituição financeira, é essencial contar com o trabalho da mesa de crédito com o objetivo de analisar as pessoas que solicitam algum tipo de financiamento ou qualquer outro produto do negócio que precise de um pagamento recorrente. É essa equipe quem vai entender quais são os critérios importantes a serem considerados no momento que o cliente chega até o seu negócio e o que deve ser pesquisado para oferecer mais segurança para os recursos da instituição.

Neste conteúdo, explicaremos um pouco mais sobre esse processo, além de ressaltar como deve ser o apoio da mesa de crédito nesse momento, bem como apresentamos tópicos que mostram a importância da tecnologia como aliada do time. Continue a leitura e saiba mais!

O que é a mesa de crédito e qual o seu papel na concessão de crédito?

Primeiro, vamos entender o que é a mesa de crédito e o seu papel na concessão de qualquer produto de sua instituição. Conforme abordamos, é essa equipe quem vai entender se o cliente que chegou até o seu negócio está apto para prosseguir com a negociação. A seguir, selecionamos alguns aspectos que eles analisam durante essa etapa do trabalho. Confira!

Dados pessoais

O primeiro passo é entender os dados pessoais do solicitante. Para isso, a mesa de crédito analisará algumas das informações básicas, como CPF, estado civil, telefone, profissão, nível de escolaridade, renda, entre outros.

A partir desses tópicos é que a equipe vai começar uma avaliação mais detalhada sobre a pessoa, de modo a entender seu comportamento de compra, se existe algum tipo de restrição ou ainda analisar com que frequência ela costuma realizar esse tipo de negociação.

Restrições no nome

Por falar em restrições no nome, essa é uma das etapas mais importantes analisadas pela mesa de crédito. Por meio das informações obtidas anteriormente, há a oportunidade de entender se existe qualquer tipo de pendência com o solicitante. Se isso ocorrer, provavelmente vai impossibilitar a concessão de crédito, uma vez que os riscos de se tornar um cliente inadimplente são mais altos do que o normal.

Nessa etapa, as empresas também costumam realizar uma consulta aos birôs de crédito. Trata-se de um fornecedor que realiza uma gestão com os dados do cliente, de modo que obtenha o histórico de pagamento dos clientes. Esse tipo de negócio é autorizado pelo Banco Central (BACEN) para ter em mãos essas informações e administrá-las de maneira mais efetiva. A partir da conclusão dos birôs, a mesa terá o entendimento se o cliente é ou não um mau pagador.

Também são os birôs quem oferecem para a instituição a informação sobre o score de crédito. Essa pontuação vai de 0 a 1000. Quanto maior, mais confiável é a negociação. O score de crédito é definido não apenas pelo fato de o nome estar limpo ou não, como também se as contas do cliente são pagas em dia ou se ele frequentemente passa por dificuldades para honrar com os seus compromissos.

Cadastro positivo

Outra oportunidade de análise da mesa de crédito é por meio do cadastro positivo. Mais uma alternativa para que identifique se a pessoa é ou não uma boa pagadora. Nele, há mais detalhes em relação ao comportamento de compra – uma espécie de raio-x da situação financeira do cliente. É aqui que também vai identificar os pagamentos em dia e o histórico da pessoa antes de realizar a solicitação de crédito.

Como utilizar esses dados da melhor maneira? Se houver a identificação de um cliente que, apesar de estar com o nome limpo paga constantemente suas obrigações em atraso, há a oportunidade de oferecer crédito com taxas menores ou de oferecer serviços que não tenham tantas aberturas.

Renda

Há também a análise de renda do solicitante. Por meio dela, vai haver a identificação de que é possível que o cliente arque com o compromisso firmado mensalmente. Isso é vantajoso tanto para a sua empresa, que terá mais segurança em oferecer o crédito para o seu público, quanto para o próprio cliente, cujas chances de se endividar reduzem significativamente.

O ideal é que uma despesa recorrente assumida não ultrapasse 30% do salário da pessoa. Afinal, há outros compromissos ao longo do mês que devem ser quitados. Caso contrário, o nome do cliente pode ficar sujo, o que atrapalharia outras questões de sua vida financeira.

Quais são as etapas principais do trabalho da mesa de crédito?

Agora que você já sabe quais são as análises feitas pelas pessoas da mesa de crédito, explicaremos algumas das etapas principais do trabalho efetuado. Veja!

Análise preliminar

É no momento de realizar a análise preliminar que a mesa de crédito solicita aos clientes as principais documentações necessárias para que possa avaliar se existe algum tipo de restrição. Nesse sentido, há um entendimento sobre o perfil do cliente, sobre a sua saúde financeira, além de compreender se os dados apresentados de fato são verídicos.

Análise conclusiva

Se a mesa de crédito não realizar uma análise conclusiva com eficiência, existem os riscos de aprovar um cliente que futuramente possa se tornar inadimplente. Consequentemente, vai haver prejuízos para o caixa da empresa, além de também ter um problema de relacionamento com o seu público, especialmente se não houver um sistema de cobranças efetivo.

É aqui que, por meio dos dados obtidos, a empresa vai verificar se há restrições, se o crédito deve ser negado ou aprovado para o cliente em específico.

Por que investir em tecnologia para a mesa de crédito?

Contar com o apoio da tecnologia como aliada para a mesa de crédito será um importante diferencial ao seu negócio. A seguir, selecionamos alguns dos pontos que mais oferecem ganhos quando há o investimento em diferentes ferramentas.

Mais agilidade

Contar com mais agilidade nos processos de sua equipe não apenas contribui para um aumento da produtividade, como também para a satisfação das pessoas de seu negócio com o trabalho executado.

Quando há mais motivação do time, naturalmente as chances de um colaborador pedir desligamento são menores, o que afeta positivamente os custos que a empresa tem com a gestão de pessoas. Além disso, a imagem da empresa perante o mercado fica mais positiva, uma vez que o próprio time será propagador de sua marca.

Quanto ao aspecto técnico do negócio, devemos levar em conta que são muitas as etapas do processo de análise de crédito e muitos contatos necessários. Nem sempre a lógica dessas instituições é a mesma, o que obriga o time a realizar diferentes fluxos para uma mesma finalidade.

Quando há o uso de ferramentas específicas nesse sentido, vai padronizar os processos, além de torná-los mais rápidos e intuitivos para todas as pessoas.

Mais credibilidade

Em uma instituição, devemos ressaltar que uma das análises é a subjetiva. Ou seja, realizada por analistas. É essa avaliação que analisa as diferentes informações de um cliente, como empregabilidade, salário, entre outras (mencionadas mais acima).

Nesse caso, devemos ressaltar que pessoas que contam com um mesmo perfil não podem ser analisadas de forma distintas. Os critérios devem ser os mesmos. Porém, quando é feita por uma pessoa, os riscos de haver algum erro são maiores. Ou seja, ao contar com ferramentas como aliadas nesse processo, consequentemente você vai oferecer mais credibilidade para a instituição.

Por que contar com o reconhecimento facial nesse processo?

Por meio do reconhecimento facial, há a possibilidade de otimizar o trabalho da sua equipe, além de oferecer uma experiência mais positiva para os seus clientes no que se refere ao processo de análise de crédito.

Trata-se de um software cujos principais objetivos são mapear as características físicas da pessoa, de modo que armazene esses dados como uma espécie de impressão facial. Isso ocorre devido ao uso de algoritmos, que vão comparar a imagem real com a imagem armazenada. Assim, a equipe contribui para verificar a identidade do usuário.

Entre os diferenciais de contar com essa solução, destacamos:

  • redução de fraudes de identidade, principalmente quando analisamos a veracidade da documentação enviada pelos seus potenciais clientes para fechar um negócio;
  • agilidade para o processo de onboarding dos clientes, o que contribui para que eles se sintam satisfeitos com o atendimento oferecido;
  • eliminação de custos com mesa de análise;
  • possibilidade de aumentar a conversão de vendas, entre outros.

Se você gostou de conhecer um pouco mais sobre a mesa de crédito e deseja ficar por dentro de como o uso da solução de reconhecimento facial pode contribuir nesse sentido, entre em contato com a gente, converse com nossos profissionais e tire suas dúvidas sobre o tema.

Conheça o unico | check
thumb
Identifique seus clientes com a maior base biométrica facial do Brasil
  •  icone Reduza fraudes de identidade
  • icone Agilize seu processo de onboarding
  • icone Reduza custos com antifraude
  • iconeElimine custos com mesa de análise
Conheça nossa solução
icone carta

Inscreva-se e fique por dentro das tendências da biometria facial.

Artigos relacionados