Por categoria:

  • Segurança da Informação

Compliance Officer: o que é CCO e como ele pode ajudar sua empresa

Avatar
Camila Silva
  • 27 de julho de 2021
  • 5 min de leitura
infocheck

Em uma empresa, existe a necessidade de buscar por alternativas que contribuam para que a política interna seja seguida, além de permitir que as pessoas sigam com as principais normas e regras pré-estabelecidas pela organização. Nesse contexto, trazer um profissional de Compliance Officer permitirá que haja um controle preciso das áreas e das demandas efetuadas, o que reduzirá riscos e garantirá a segurança do negócio.

Pensando nisso, elaboramos este conteúdo para que você entenda o que é o Compliance Officer, por que essa é uma demanda que vem se tornando cada vez mais frequente nas empresas, além de conferir dicas sobre o que é preciso para contratar um profissional como esse. Continue a leitura e saiba mais!

O que é o compliance officer?

O compliance officer tem como objetivo garantir que todas as funções feitas pelos colaboradores da empresa, de diferentes áreas, estejam de acordo com a legislação de nosso país, independentemente de qual seja a função desempenhada.

A seguir, confira alguns dos principais papéis de um compliance officer em uma empresa!

Implementar o programa de compliance

Uma das principais atividades do compliance officer é a implementação de um programa de compliance. Por essa razão, precisamos entender especificamente do que se trata esse conceito. Nos últimos anos, temos observado níveis de corrupção no Brasil nas mais diferentes esferas da sociedade, seja na política, seja nas empresas.

Quando ocorre nas organizações, as chances de prejudicar a credibilidade do negócio são altas, o que afetaria a saúde do negócio como um todo. Nesse sentido, o programa de compliance entenderá quais são os gargalos e como é possível trazer transformações para esse quadro.

Por essa razão, o programa de compliance vai gerar valor para o negócio com o objetivo de assegurar a sobrevivência da empresa. A prática surge, então, de grandes impactos financeiros, ocasionados por fatores como:

  • ausência de orientações normativas;
  • falhas na gestão de processos;
  • falta de ferramentas que sirvam como prevenção para as empresas;
  • operações sem que tenham um estruturado sistema de informação, entre outros.

Dessa forma, o compliance officer implantará esse programa, de modo que a empresa consiga prevenir e corrigir conflitos judiciais da empresa.

Montar e treinar a equipe de compliance

O compliance officer será o gestor da equipe de Compliance. Dessa forma, uma de suas funções será a de montar esse time, gerenciar e treinar a equipe para que todas as práticas pré-estabelecidas sejam seguidas de modo eficiente.

Sendo assim, o compliance officer vai buscar no mercado pessoas que sejam capacitadas para essa área, além de garantir que a política de conformidade do negócio seja entendida e bem direcionada no dia a dia das atividades do negócio.

Estabelecer uma rotina de compliance

De nada adianta a empresa ter uma política de riscos se ela não for seguida de forma adequada, concorda? Dessa forma, o compliance officer vai estabelecer uma rotina de compliance, executando algumas importantes atividades para a empresa. Entre elas, fazer o mapeamento de riscos do negócio, entender quais são os gargalos existentes e como eles poderiam impactar a rotina do negócio.

Além disso, vai possibilitar identificar em quais pontos é possível implementar melhorias nos processos internos, bem como propor as mudanças necessárias e fiscalizar para entender se elas estão sendo seguidas de acordo com o que foi pré-definido.

Divulgar para a empresa as principais decisões

É preciso que toda a empresa saiba onde encontrar as documentações elaboradas e entenda o que foi estabelecido pela equipe de compliance. Dessa forma, o compliance officer fará essa documentação e enviará para toda a organização, como o código de ética do negócio e as políticas de compliance.

Programar treinamentos para todos os colaboradores

Os treinamentos devem ser voltados para todos os colaboradores, não apenas para os colaboradores da equipe de compliance. Porém, o compliance officer deve entender sobre o quanto as pessoas do time estão adaptadas aos processos internos, entender sobre os desafios para os próximos meses, entre outras funções, uma vez que é preciso estar muito bem alinhado internamente antes de propagar essa mensagem para o restante da organização.

Implementação de canais de denúncia

Internamente, a equipe de compliance deve buscar por alternativas que permitam que as pessoas de outros times também possam auxiliá-los para a fiscalização de irregularidades.

A partir do momento que já rolaram os treinamentos e que as pessoas da empresa entendem a política de compliance e sabem quais são as irregularidades, elas têm a possibilidade de identificar falhas e atitudes ilícitas.

Porém, os canais de denúncia devem ser anônimos. Afinal, se um subordinado identificar algo em relação ao seu líder, ele deve se sentir seguro para poder levar isso para as autoridades competentes. Caso não seja anônimo, existem os riscos de a pessoa se sentir intimidada e não auxiliar a identificar possíveis fraudes e corrupções.

Análise de irregularidades

Quando há denúncias de irregularidades, o compliance officer vai coordenar essa investigação, sendo de sua responsabilidade identificar, examinar e juntar provas e outras evidências, contribuindo para entender sobre as fraudes e tomar as devidas providências em relação ao que foi descoberto.

A partir disso, é preciso que se estabeleça um fluxo interno para entender o que precisa ser feito, como vai ser comunicado para a alta administração, entre outros pontos.

Quais são as habilidades de um compliance officer?

No momento de contratar um compliance officer, é preciso identificar algumas habilidades importantes para que ele se dê bem no cargo, além das competências técnicas. Entre elas, é preciso analisar:

  • se a pessoa conta com diplomacia, uma vez que esse é um cargo com responsabilidades difíceis no dia a dia do negócio;
  • qual é a capacidade que a pessoa tem de exercer liderança, uma vez que ela será responsável por um time e por implementar diferentes políticas no negócio;
  • quais são as suas habilidades comunicacionais, justamente por ser de responsabilidade do compliance officer divulgar a política da empresa, emitir relatórios, além de promover treinamentos para todo o time;
  • qual é a habilidade da pessoa de tomar decisões éticas, principalmente em cenários adversos;
  • qual é a habilidade do profissional de trabalhar com informações restritas e até mesmo sigilosas.

Por essa razão, ao longo do processo de recrutamento e seleção, a equipe deve entender todos os pontos mencionados, uma vez que o compliance officer será responsável por tornar o ambiente de negócios mais ético e seguro, a partir da implementação de práticas, normas e ações efetivas.

Além disso, o colaborador deve entender sobre a importância de estar em constante evolução, realizando cursos e treinamentos que permitam a sua atualização enquanto profissional. Afinal, as leis passam por constantes mudanças e isso reflete diretamente na rotina do negócio, com novas políticas elaboradas e novas normas para o controle ético da organização.

Quais as vantagens de contar com um compliance officer na equipe?

Existem muitos diferenciais de contar com um compliance officer na equipe que devem ser levados em consideração, justamente porque essa pessoa será a responsável por conduzir o time de compliance e ter uma política alinhada com a legislação do país, evitando atitudes de fraude e corrupção internamente. Nesse sentido, destacamos como vantagens:

  • ganho de vantagem competitiva em relação à concorrência, pois a política interna será um compromisso de toda a equipe;
  • atração de investidores e investimentos por parte do mercado, uma vez que o combate a fraudes e corrupções será um tópico levado a sério por parte da empresa;
  • identificação de possíveis riscos existentes na empresa, bem como o estudo de métodos para reduzi-los e combatê-los;
  • ganho de credibilidade por parte da organização, tanto para clientes quanto para fornecedores e demais parceiros;
  • melhorias para a qualidade de produtos e serviços oferecidos pelo negócio;
  • aumento da governança;
  • sustentabilidade da empresa;
  • consolidação da cultura organizacional da empresa;
  • correção efetiva de não-conformidades, entre outros.

Neste conteúdo, você pôde entender o que é um compliance officer, quais são as demandas que ele executa na empresa, além de conferir quais são as habilidades que esse profissional deve ter para garantir a eficiência e a conformidade no negócio. Se você deseja buscar por um profissional como esse, o ideal é entender quais foram as experiências prévias relacionadas ao tema, bem como identificar por meio de dinâmicas e atividades em grupo se ele apresenta as características importantes para o cargo.

Ao longo do conteúdo, mencionamos algumas vezes sobre ética e conformidade. Se você deseja saber mais sobre o tema e quer se aprofundar no assunto, além de conferir como ela pode ser aplicada no dia a dia do negócio, continue no blog e acompanhe nosso outro material!

Conheça o unico | check
thumb
Identifique seus clientes com a maior base biométrica facial do Brasil
  •  icone Reduza fraudes de identidade
  • icone Agilize seu processo de onboarding
  • icone Reduza custos com antifraude
  • iconeElimine custos com mesa de análise
Conheça nossa solução
icone carta

Inscreva-se e fique por dentro das tendências da biometria facial.

Artigos relacionados