• Tecnologia

Carteiras Digitais (E-wallets): o que são e como a biometria ajuda a garantir sua segurança

Camila Silva
  • 20 de janeiro de 2021
  • 6 min de leitura

A sociedade percorreu uma longa trajetória no que diz respeito aos modos de realizar transações comerciais ou bancárias. Desde a troca entre objetos, ao uso de dinheiro, cheques e cartões de créditos, as mudanças tecnológicas no decorrer do tempo nos trazem hoje outras formas de realizar transações, e dentre elas, discutiremos as carteiras digitais.

O que são as carteiras digitais (e-wallets)?

Do inglês, e-wallets ou digital wallets, as carteiras digitais revolucionaram o mercado nos últimos por serem um meio consideravelmente mais seguro e prático para as pessoas realizarem transações comerciais e bancárias, quando comparado com outras formas mais tradicionais, como o dinheiro físico ou o cartão de crédito.

Dentre os problemas desses meios tradicionais, podem ser mencionados os seguintes: o dinheiro físico apresenta o risco da própria fragilidade do papel, que pode rasgar ou molhar e perder seu valor. Ainda há possibilidade de ele ser roubado, ou perdido. Ao seu turno, os cartões de créditos apresentam o risco de serem clonados, de serem roubados e utilizados em transações fraudulentas, do desgaste que é para as pessoas solicitarem novos cartões e o bloqueio dos antigos. Essas e outras problematizações tornam esses meios tradicionais alvos de proposta de substituição por soluções mais modernas e seguras, e nesse sentido foram propostas as carteiras digitais. 

As carteiras digitais são soluções para realização de transações comerciais, que são constituídas sob a forma de aplicativos de uso em dispositivos eletrônicos, como os celulares, os computadores, os notebooks, os tablets e outros.

As carteiras digitais possibilitam a uma pessoa o armazenamento de um conjunto de seus dados pessoais, em especial, aqueles referentes às suas informações financeiras, ao passo de constituir a partir desse processo sua identidade digital. A partir das carteiras, essa identidade é acessada para a realização de transações comerciais, e os recursos tecnológicos que as constituem promovem a praticidade e a segurança nas transações aos consumidores e às empresas. 

Ademais, é importante destacar que elas podem ser utilizadas tanto em ambientes físicos quanto virtuais, mas usualmente, são nos segundos que seus usos são mais frequentes.

A importância das carteiras digitais no nosso dia-a-dia

Inicialmente, as carteiras digitais funcionavam basicamente como aglutinadores das informações bancárias referentes aos cartões de crédito e débito que uma pessoa possuía, de modo que ela definia qual cartão seria utilizado, conforme sua necessidade. Nessa fase inicial, as carteiras digitais já eram percebidas como um recurso facilitador para as ações cotidianas, uma vez que elas tornavam desnecessário o porte de diferentes cartões ou de dinheiro em papel, quando se realizava algum tipo de pagamento ou de transferência entre contas.

Com o passar dos anos, as mudanças tecnológicas alteraram os modos de lidar com as carteiras digitais. Assim, hoje, para além da possibilidade de aglutinar informações bancárias desse tipo, elas passaram a permitir também o depósito para a formação de um saldo virtual que possa ser utilizado em transações diversas. 

Desta forma, a depender das funcionalidades disponíveis, pelas carteiras digitais pode ser possível comprar produtos e solicitar serviços, recarregar créditos de celular, transferir dinheiro entre contas, realizar o pagamento de faturas, entre outros tipos de operações comerciais.

A disseminação das carteiras digitais no mercado

O mercado de carteiras digitais envolve os mais variados ramos do mercado. Por se tratar de um meio mais facilitado de lidar com transações comerciais, e permitir que elas sejam realizadas sem grandes burocracias, as carteiras digitais se tornaram um recurso estratégico para o desenvolvimento de um negócio. Nesse sentido, para utilizar uma carteira digital é necessário apenas que o cliente tenha instalado em seu dispositivo eletrônico o aplicativo da carteira, cadastre seus dados, e a depender do caso, ele já pode utilizar sua carteira no mesmo dia.

As novas gerações de consumidores podem dar preferência ao uso de carteiras digitais, pois, elas possibilitam que se evite o relacionamento direto com bancos tradicionais, muitas vezes vistos com um olhar de suspeita e de grandes burocracias. Também são uma solução para os problemas de insegurança e o medo dos riscos que estão implicados quando se realizam transações utilizando cartões de crédito ou dinheiro físico. 

De tal forma, as carteiras digitais podem ser ferramentas com grandes possibilidades de adesão entre esses novos públicos, já que atendem aos seus comportamentos de consumo no mundo digital, e de modo semelhante, às suas necessidades enquanto consumidores que prezam por praticidade e segurança.

A pesquisa de Bárbara Igreja, dentre outras questões, apresenta a disseminação e o uso das carteiras digitais na China. Nesse contexto, as carteiras digitais já se tornaram comuns e possuem diversas opções e funcionalidades de uso. 

Bárbara relata como, na China, uma pessoa pode viver todo seu dia utilizando apenas a carteira digital. Assim, quando ela acorda é possível utilizar a carteira para tomar café da manhã, e mais tarde almoçar em algum restaurante. As carteiras digitais podem ser utilizadas para o pagamento de compras em supermercados, para a aquisição de bilhetes de uso do transporte público, comprar ingressos de cinema com antecedência, e dividir o valor da conta de um jantar entre amigos. Também podem ser pagas contas de luz, gás, água e aluguel.

A partir desse caso, percebemos como as carteiras digitais possuem diversas possibilidades de aplicações. Ainda que no Brasil seja mais recorrente o uso das carteiras nas transações comerciais bancárias, nos próximos anos elas podem ganhar cada vez mais novos usos e mais adesão junto da população, sendo, tal como é na China, um recurso fundamental ao cotidiano das pessoas. 

Desta forma, as empresas precisam se antever quanto às possibilidades das carteiras digitais e começar a articular os modos de trabalhar com soluções desse tipo em seus processos diários, e todos os atores envolvidos em seus negócios possam desfrutar dos benefícios que elas promovem.

Os benefícios das carteiras digitais

A praticidade das carteiras digitais pode ser percebida em uma comparação simples aos modos que as transações comerciais são tradicionalmente realizadas. Operações cotidianas exigiram das pessoas o porte de dinheiro físico, ou a apresentação de vários cartões de crédito e de débito, ou ainda, a memorização de informações de segurança, como as senhas de acesso que geralmente são solicitadas. 

Com as carteiras digitais, tudo isso é simplificado pela centralização em um único aplicativo, que é instalado, por exemplo, em um celular, e que permite acessar as informações bancárias e autenticar operações em poucos cliques.

Tendo em vista a diversidade de operações que agrega em um único lugar, o cliente que utiliza a carteira digital tem ainda o benefício de gerenciar melhor seus gastos ao consultar seu histórico de usos da carteira. 

Em uma situação tradicional, seria necessário que ele registrasse os diferentes gastos realizados com seu dinheiro físico ou com seus cartões, e no caso destes, a consulta a cada um de seus sistemas operacionais de consulta. Tudo isso torna o gerenciamento de gastos um processo demorado e desgastante. 

Pela carteira digital, a simples consulta ao histórico de usos já fornece essas informações. O cliente pode gerenciar sua vida financeira por consultas e comparações de gastos, por exemplo, mensal ou anualmente, conforme sua necessidade, sem exigir que ele navegue entre ambientes e aplicativos diversos.

Elas também são soluções usualmente desenvolvidas com sistemas de segurança mais eficientes do que os métodos tradicionalmente utilizados para transações comerciais. 

Nesse sentido, as identidades digitais dos clientes, e os respectivos dados financeiros que são conservados nelas, são armazenadas por criptografia e possuem recursos de autenticação de processos a partir da biometria digital ou facial. Neste caso, a biometria é exigida tanto para acessar quanto para utilizar a carteira digital, tornando o processo mais seguro, pois exige a presença do solicitante no momento da solicitação, diminuindo os riscos de fraudes de pagamento.

Se olhamos especificamente aos benefícios para as empresas, a partir do uso das carteiras digitais, a segurança e a praticidade que elas proporcionam às transações dos clientes aprimoram a experiência de consumo deles, e por consequência, favorecem sua preferência em manter negócios com as empresas.

Podemos destacar, por exemplo, como o uso de carteiras digitais possibilita a redução de filas nos ambientes físicos, já que o processo de compra exige apenas a apresentação do código que é gerado no aplicativo no momento que a pessoa acessa sua carteira, sendo um novo código a cada uso para impedir o roubo dessa informação. 

Nos ambientes virtuais, o pagamento com carteiras digitais podem ser possibilidades de evitar que no momento da compra, o cliente necessite realizar longos cadastros com suas informações. Esses cadastros podem levar um cliente a desistência da compra. Isso pode ser substituído pela carteira digital, por meio da qual, rapidamente, um pagamento pode ser confirmado via biometria facial, assegurando a privacidade dos dados do cliente sem perder a agilidade do processo, e assim sem fazer o cliente perder tempo realizando cadastros a cada compra.

Cabe destacar a agilidade e a segurança proporcionadas pelo uso da biometria, já que exige do consumidor apenas a leitura do seu rosto por algum recurso de digitalização ou simplesmente tirando uma selfie, tornando a autenticação e a confirmação de uma transação, processos cuja execução leva poucos segundos.

Pelo unico | check, a autenticação com biometria facial exige um tempo de espera para análise de menos de 1 segundo. Junto a isto, há também outros recursos que permitem um maior controle das transações realizadas, assim como de estabelecer parâmetros de segurança efetivos para a manutenção das identidades digitais dos clientes. 

Desta forma, o unico | check é uma solução inteligente para as empresas que visam trabalhar com carteiras digitais por meio da biometria facial, que promove praticidade e segurança para a autenticação de transações.

Considerando o potencial crescimento do mercado de carteiras digitais, as parcerias realizadas com empresas que realizam soluções com identidades digitais, como a unico pelo unico | check, são um diferencial para um cliente escolher fazer negócios com uma empresa que dispõe de carteiras digitais ou oferece esse tipo de serviço.

Portanto, caso queira saber mais a respeito sobre como utilizar o unico | check em soluções de carteiras digitais, entre outras aplicações da biometria facial e do trabalho com as identidades digitais, clique aqui para encontrar essas e outras informações, ou então entrar em contato com a nossa equipe.

Artigos relacionados